Epidemia de dengue: MG tem 128 cidades em estado de emergência; SP tem 443% de aumento

dsfsd (1)

Já passa dos 100 mil os casos de dengue no estado de Minas Gerais. Feito um apanhado, foram identificadas 128 cidades com altos índices de epidemia de dengue no último período, o número assusta uma vez que tem um taxa muito alta em apenas 4 meses do ano.

Isso coloca MG em estado de alerta. Em março já haviam sido registrados quase 70% de casos até então, revelando uma taxa de crescimento 80,1%, sendo umas das maiores em relação aos dois últimos anos. Uma das justificativa apresentadas pelo governo sobre a epidemia, em um primeiro momento, foi o aumento das chuvas. Em segundo lugar se destacam uma suposta  falta de cuidados da população com recipientes com água parada e, por último, os chamados moradores flutuantes que saem para na trabalhar na capital e deixam suas casas sem cuidados.

A realidade, no entanto, é que a responsabilidade pela situação é dos governos de direita que promoveram um verdadeiro sucateamento dos serviços públicos desses Estados, particularmente cortando verbas do saneamento básico e dos cuidados com a Saúde da população, o que foi crucial que a situação chegasse a esse ponto.

A situação se repete em São Paulo, onde a população está sob a política antipopular de João Doria e Bruno Covas (ambos do PSDB), que segue a lógica da direita, de privatizar tudo, reduzir as gastos sociais e rebaixas as condições de vida da população, para manter os lucros dos grandes capitalistas.

Segundo dados do Ministério da Saúde., durante todo o ano de 2018, foram notificadas 23 mortes por dengue em todo o País,. No estado de São Paulo, foram quase 40 mil casos do início deste ano até o final de março e foram confirmadas 15 mortes decorrente da  doença, e ainda se apura se outras 30mortes, que possivelmente também fizeram parte da epidemia.