Eleições municipais
“A principal diferença entre candidatura do PCO as demais é que entramos nas eleições para convocar o povo para a luta, e não para vender ilusões”
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
entrevista foto
Victor Assis | Foto: Diário Causa Operária

Diário Causa Operária: Fale-nos um pouco sobre você e sua atuação no PCO.

Victor Assis: Tenho 25 anos e milito no Partido da Causa Operária desde 2015. Sempre morei em Recife, tendo me aproximado do partido durante a luta contra o golpe de Estado de 2016. Desde então, tenho atuado no sentido de formar comitês de luta contra a direita, tanto nas universidades, como em bairros populares. Destaco, nessa trajetória, o enfrentamento com a extrema-direita na UFPE, quando mercenários tentaram exibir um filme do fascista Olavo de Carvalho e foram expulsos, a campanha contra a prisão de Lula, quando espalhamos cartazes por toda a cidade e levamos dezenas de ativistas pernambucanos para Curitiba por meio de caravanas, e a luta pela liberdade do ex-presidente, quando integramos a articulação estadual dos comitês Lula Livre. Atualmente, temos encabeçado a luta pelo Fora Bolsonaro no estado.

Sou também colunista e membro da comissão de redação do Diário Causa Operária, o maior jornal da esquerda partidária no País, e apresentador da Causa Operária TV, o único canal de TV 24 horas em todo o mundo pertencente a um partido que não está diretamente ligado a um aparato estatal. Às quartas-feiras, no programa Panorama Brasil, discuto especialmente a política no estado de Pernambuco.

Por fim, faço parte do Coletivo de Negros João Cândido, a organização do PCO que tem como objetivo apresentar uma perspectiva de luta para o povo negro diante da ditadura dos capitalistas. Neste momento, estamos em campanha pela dissolução da Polícia Militar e pelo fim do sistema penal. O encarceramento em massa em meio à pandemia é uma verdadeira pena de morte: é preciso libertar todos os presos provisórios, não violentos ou que estão enfermos.

DCO: Qual será o programa levado adiante por sua candidatura nessas eleições?

VA: Será rigorosamente o mesmo que temos apresentado durante todo o ano. Não somos um partido de dois programas – um antes, e um durante a eleição. Para nós, a eleição não é uma oportunidade para setores carreiristas, que nada têm a ver com o movimento operário, de conquistarem um bom salário, mas sim uma tribuna para difundir o nosso programa. Nesse sentido, vamos aproveitar o clima favorável à discussão política que se dá durante as eleições para levar adiante a nossa luta pelo Fora Bolsonaro, por eleições gerais, pela restituição dos direitos democráticos de Lula, por Lula presidente e por uma assembleia constituinte sob controle dos trabalhadores. As nossas reivindicações mais imediatas, obviamente, não perdem de vista as nossas palavras de ordem gerais: nossas candidaturas são pela revolução, pelo governo operário e pelo comunismo.

DCO: Qual a diferença da candidatura do PCO para as outras candidaturas em Recife?

VA: A principal diferença é que entramos nas eleições para convocar o povo para a luta, e não para vender ilusões. Prometer pintar uma escola ou mudar uma árvore de lugar não são a prioridade dos trabalhadores, que estão, literalmente, morrendo diariamente. E também qualquer promessa que nós façamos em relação a combater a pandemia seria uma grande farsa, pois o poder de uma canetada de um prefeito é nulo. Por exemplo: não adianta prometermos que, sob nossa gestão, a guarda municipal passará a respeitar os trabalhadores, que todas as verbas do município irão para a saúde, que as aulas não irão ser retomadas enquanto não houver teste etc. Nem eu, nem qualquer companheiro do PCO temos a pretensão de ser um super-herói. Vamos explicar para a população que a única maneira de sobreviver em meio à profunda crise capitalista e à crise sanitária passa, necessariamente, por uma guerra contra a burguesia.

DCO: É a primeira vez que o Partido tem candidato a prefeito na capital pernambucana?

VA: Não, já participamos em outros momentos. O que podemos destacar neste ano é que, além de Recife, as cidades de Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Cabo de Santo Agostinho também contarão com candidatos a prefeito pelo PCO. Em São Lourenço da Mata, lançaremos um candidato a vereador. Esse número de candidaturas mostra o crescimento do partido no estado, uma vez que a maioria dos companheiros nunca haviam sido candidatos antes. Todos os candidatos do PCO, ao contrário do que ocorre nos partidos burgueses, são candidatos militantes, cujo objetivo é defender o programa partidário. No PCO não há candidatos de si mesmos, mas sim candidatos de partido.

DCO: Existe alguma possibilidade de você chegar ao 2º turno ou mesmo de ser eleito?

VA: Não existe a mais remota possibilidade. Nem de um, nem de outro. As eleições no Brasil sempre foram controladas e manipuladas pela classe dominante, de modo a manter o regime político sob controle da burguesia. Nos últimos anos, porém, esse caráter antidemocrático das eleições aumentou exponencialmente. Em 2014, as eleições presidenciais já ocorreram em meio a uma cartelização da imprensa burguesa contra a candidatura de Dilma Rousseff e em meio às operações fraudulentas da Lava Jato. Em 2016, o tempo de campanha despencou para apenas 45 dias, o tempo de televisão foi reduzido e uma série de medidas restritivas para as campanhas de rua foram adotadas. Em 2018, o TSE cassou a candidatura do maior líder popular do País e o título de eleitor de milhões de nordestinos, ao mesmo tempo em que fechou os olhos para a ação de grupos fascistas e da polícia contra a esquerda nas ruas. Neste ano, o PCO sequer vai ter o direito de fazer campanha na televisão e no rádio, o que é uma situação mais antidemocrática do que a ditadura militar. Naquela época, ARENA e MDB tinham o direito de anunciar seus candidatos.

O PCO, por sua vez, por ser um partido revolucionário, sempre foi perseguido pela burguesia durante as eleições. Em 2018, por exemplo, minha candidatura e a de todos os candidatos de Pernambuco foram impugnadas. O companheiro Rui Costa Pimenta, presidente nacional do PCO, também já teve sua candidatura a presidente da República impugnada, sendo seguido por muitos outros. Em Goiás, um candidato nosso teve a candidatura impugnada porque não conseguiu comprovar que sabia ler, pois o TRE não aceitou que, na falta de escolas do Estado, ele tenha sido alfabetizado por uma escola do MST. Ao mesmo tempo, permitiu que um vigarista como Ronaldo Caiado, líder de uma organização assassina, se tornasse governador do estado.

Essa perseguição é refletida também na imprensa burguesa, que faz questão de não nos convidar para debates, dar informações erradas sobre nossos candidatos, manipular as entrevistas etc.

DCO: Como será a campanha do PCO em Recife e como os simpatizantes podem ajudar?

VA: Assim como em todo o País, teremos uma campanha militante, que terá como centro a luta pelo Fora Bolsonaro e a construção do partido revolucionário. Muito mais que interessados na quantidade de votos que iremos ter, queremos fazer o partido crescer, filiar milhares de novas pessoas, aumentar o quadro militante, intensificar as atividades de rua e denunciar toda a podridão do regime político. Nesse sentido, não será diferente do que temos feito no último período: por meio de atos de rua, reuniões abertas, campanhas financeiras, debates etc. Todo e qualquer companheiro que quiser contribuir, seja distribuindo panfletos, ajudando a convocar as atividades, contribuindo financeiramente ou, em especial, ingressando no partido, são mais do que bem-vindos a se somarem conosco. Para participar das atividades, basta entrar em contato conosco pelas páginas nas redes sociais ou entrar em contato por meio de nosso telefone.

Página do PCO em Recife

Página do PCO em Pernambuco 

Telefone para contato: (81) 99691-8858

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas