Categoria volta a se mobilizar
Neste sábado, novos atos devem ocorrer em defesa dos direitos da categoria operária dos entregadores. E o apoio concreto da CUT é fundamental para o avanço da luta
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Foto: Zanone Fraissat/Folhapress
Entregadores em mobilização. CUT precisa apoiar o movimento | Foto: Zanone Fraissat/Folhapress

O movimento dos entregadores está programando novo ato para este sábado, 25 de julho, em diversas capitais brasileiras. Desmistificando a lenda reinante entre determinados círculos da esquerda pequeno-burguesa, a categoria tem demonstrado que apesar da ampla propaganda do chamado “empreendedorismo”, querem um contrato de trabalho seguindo os padrões da CLT, não se percebendo portanto, como empresários mas como efetivamente são: trabalhadores operários.

Cumpre destacar este ponto por que a luta dos entregadores vem se desenvolvendo contra uma ampla campanha realizada pela direita que busca objetivamente o fim do emprego e condições de trabalho tão duras quanto a dos períodos iniciais do capitalismo, marcados por uma brutal exploração da classe trabalhadora, que vendia sua força de trabalho sem direitos de nenhuma natureza e submetidos a um sistema de opressão análogos ao escravismo escancarado.

Exatamente por isto, é dever da CUT organizar estes operários em um sindicato que lhes dê voz e se transforme em instrumento para mobilização e enfrentamento contra a exploração a que estão submetidos pelos patrões, que buscam disfarçar sua condição sob diversos artifícios mas cuja prática é exatamente a mesma.

Os primeiros passos no sentido da evolução da consciência de classes dos entregadores precisam contar com o apoio dos setores mais organizados da classe operária, que estão efetivamente agrupados nos sindicatos cutistas.

Sendo a única central nascida da luta real dos trabalhadores, contra a Ditadura Militar e os patrões que apoiavam o regime então vigente, só a CUT pode fornecer este tipo de ajuda aos companheiros do setor de entregas mas este apoio precisa ser real e concreto. O que se traduz na necessidade de mobilizar suas bases para apoiar a luta dos entregadores, auxiliá-los com a construção do sindicato próprio da categoria, convocar greves em apoio, apenas para ficar em três exemplos.

Por isto e com a compreensão de que não estamos falando de “empresários de si mesmos”, mas de operários esmagados que buscam superar as condições extremamente adversas e inseguras, o apoio das vanguardas do movimento dos trabalhadores se torna necessário para o avanço da luta de toda a classe. Ainda mais com as tentativas demonstradas pela burguesia de capturar a combatividade dos entregadores, que vem se mobilizando de maneira praticamente espontânea, o que pode ser verificado pela demagogia com que a grande imprensa capitalista vem dispensando ao movimento. Todo apoio aos entregadores neste sábado, por uma greve nacional da categoria.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas