Luta dos bancários
Os banqueiros tentam jogar os bancários em uma armadilha quando voltam atrás na retiradas de alguns direitos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Bancários protestam contra proposta de Independência do Banco Central (Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
Greve bancários | Foto: Reprodução

Depois de doze rodada de negociações os banqueiros insistem em esfolar os trabalhadores quando propõem reajuste zero e parcelar o reajuste da inflação em duas parcelas.

Os bancários são uma das categorias de trabalhadores que vem sendo mais atacada pelo governo golpista, representante direto dos banqueiros; está no olho do furação da política de ataques do golpista Bolsonaro, que tem como meta privatizar os bancos públicos, eliminar os direitos dos trabalhadores.

Nessa campanha salarial a solução dos banqueiros e seus governos para salvar os seus lucros é oferecer aos trabalhadores e de toda a população ataques ainda mais violentos e, nesse sentido, querem congelar os salários dos bancários por dois anos, sem que haja reajuste salarial, ou seja, reajuste zero, e pretendem enfiar goela abaixo uma migalha via abono, que não irá incidir nos vencimentos, de um pouco mais de R$ 1.500 e parcelar em duas vezes o INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor), que seria 70% para 1º de setembro de 2021 e 30% seis meses depois.

Os banqueiros tentam jogar os bancários em uma armadilha quando, depois de 12 rodadas de negociação, voltam atrás na retirada da 13ª cesta alimentação e no corte nos índices da PLR, quando na realidade pretendem, com essa jogada, congelar os salários por mais dois anos.

A categoria amarga uma crescente perda salarial ao longo de vários anos, que passam de 80%. Hoje, por conta dessa política de congelamento salarial, principalmente na famigerada era do governo de FHC (PSDB), o piso da categoria passa um pouco dos R$ 2 mil, quando deveria ser, no mínimo, de R$ 5 mil.

É preciso dar uma resposta contra essa política dos banqueiros de ataques aos bancários. Os trabalhadores não devem ter nenhuma ilusão nos banqueiros, para eles o que interessa é somente manter o lucro às custas do suor dos bancários e da população. É preciso organizar imediatamente um movimento nacional, com comandos de base eleitos em assembléias para barrar a ofensiva dos banqueiros. Somente uma verdadeira unificação da categoria é que pode levar um amplo processo de mobilização, para expressar uma verdadeira programa de luta da categoria e lutar pelas suas reivindicações que correspondam às reais necessidades dos trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas