Enquanto o Banco do Brasil fecha centenas de agências cresce o número de correspondente bancário

bb

A direção golpista do Banco do Brasil vem ampliando os pontos de atendimento dos correspondentes bancário, Rede MaisBB, enquanto demite milhares de trabalhadores e fecha centenas de agências em todo o país.

Hoje o Banco do Brasil conta com quase sete mil pontos de atendimento de correspondentes bancário em todo o país, números esses que superam a quantidade de agências e postos de serviços do banco, que são um pouco mais de cinco mil.

Os correspondes bancário são empresas que executam serviços bancários sem vínculo direto com o banco. Uma forma que os banqueiros encontraram para que outras empresas, tais como padarias, açougues, mercados, farmácias, etc. onde os trabalhadores dessas empresas sequer recebam qualquer tipo de gratificação, garantias de quebra de caixa, etc., e pior, sem qualquer tipo de segurança (as empresas que prestam serviços de correspondentes bancário não estão submetidos a qualquer tipo de legislação que garanta a segurança nesses locais, sendo alvos fáceis para os ladrões), executem os seus serviços.

O que chama mais atenção é que: enquanto a direção golpista do BB, com o processo de reestruturação em andamento na empresa, fechou mais de 800 agências em todo o país com a redução do quadro funcional em mais de nove mil trabalhadores, está incentivando a ampliação de pontos de atendimento dos correspondentes bancário.

O Banco do Brasil vem passando por um processo contínuo de sucateamento e terceirizações (o setor de tecnologia está num processo de auditoria com vista a sua terceirização e a mesma coisa está acontecendo no setor de logística e caixas de agências) que visa a sua privatização.

Os trabalhadores devem organizar, imediatamente, uma ampla mobilização contra os ataques da direita golpista, contra o golpe e todas as suas medidas de liquidação de todos os direitos e conquistas dos trabalhadores