Siga o DCO nas redes sociais

Censura
Enem “sem partido” é elogiado por Bolsonaro fascista
Presidente ilegítimo Jair Bolsonaro elogia censura feita ao Exame Nacional do Ensino Médio.
bolsonaro abraham
Censura
Enem “sem partido” é elogiado por Bolsonaro fascista
Presidente ilegítimo Jair Bolsonaro elogia censura feita ao Exame Nacional do Ensino Médio.
Bolsonaro e ministro Abraham Weintraub. Foto: Pedro Ladeira/Folhapress
bolsonaro abraham
Bolsonaro e ministro Abraham Weintraub. Foto: Pedro Ladeira/Folhapress

O presidente ilegítimo Jair Bolsonaro elogiou o ministro da educação Abraham Weintraub pela bem sucedida censura à prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Nas palavras de Bolsonaro, “Não houve desinformação nas questões de múltipla escolha”. O golpista elogiou também o tema da redação, na escolha do qual ele afirma não ter tido participação nenhuma.

Ao tentar criticar o tema da redação do Exame do ano passado, Bolsonaro se confundiu e fez uma menção a uma questão que tratava da linguagem dos travestis e fez deboche, chamou de “A linguagem não-sei-de-quem”. No entanto, o tema da redação de 2018 foi a manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet. De qualquer forma, o ataque gratuito à comunidade LGBT mostra mais uma vez o caráter fascista desse governo.

Como já foi noticiado neste Diário, na prova do ENEM realizada no dia 3 de novembro, que englobava questões de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, não houve nenhuma questão sobre a ditadura militar de 1964, que é uma temática recorrente em todas as edições da prova. Além disso, durante a elaboração das questões, foi instituída uma verdadeira inquisição pelo governo, a fim de eliminar um suposto “viés ideológico” da prova, mas que tinha a finalidade de tirar qualquer conteúdo minimamente democrático do Exame.

Quem se lembra do projeto “Escola sem partido”, criado pela direita, vai compreender que essa censura do ENEM tem a finalidade de aplicar esses preceitos no Exame. O que o governo de Bolsonaro, que foi colocado no poder pela maior fraude eleitoral da história recente do Brasil, quer é moldar a história à maneira da extrema-direita.

É preciso denunciar que a censura que começou no ENEM logo estará em todas as esferas da sociedade, caso a esquerda não reaja. Agora, estão montando comissões para retirar questões que incomodam a direita golpista no Exame, em breve estarão fazendo a mesma coisa para adulterar e censurar o conteúdo de livros, quadros, música e todas as outras formas de expressão da população. Contra isso, é necessário derrubar o governo golpista. O povo deve se mobilizar e sair às ruas pelo Fora Bolsonaro e pedir Eleições Gerais com Lula candidato!