O extermínio da Vale continua
300 dias após tragédia população de Brumadinho continua órfã de justiça
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
20191121_183427
Brumadinho, destruída pela Vale. Foto: reprodução. |

Após 300 dias de operação ininterrupta das equipes do Corpo de Bombeiros em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi localizado mais um corpo na região da BH1 (Barreira Hidráulica).

O corpo estava completo, o que pode facilitar na identificação, apesar do estado de deterioração. Com mais esta localização agora chega-se a 254 mortes confirmadas e outras 16 pessoas que ainda se encontram desaparecidas. O rompimento da estrutura vai completar 10 meses na próxima semana.

Após todo esse tempo e o árduo trabalho de buscas, o fato que agora revolta ainda mais a população afetada pelas mortes e pela destruição é que as indenizações ocorridas até  o  momento, são ínfimas num universo de milhares de desalojados e famílias  desamparadas pela perda dos entes queridos. Quer dizer, a Vale destrói completamente uma cidade, mata centenas de pessoas e se recusa a pagar as devidas indenizações.

Numa clara demonstração da farsa  organizada pela Vale, que logo após os  primeiros dias da tragédia “premeditada” , anunciou que as famílias rapidamente seriam ressarcidas financeiramente. O que não ocorreu, mostrando que o  retrocesso político,  social e jurídico  no país amplia os benefícios ao grande empresariado nacional e deixa o povo completamente órfão de qualquer respaldo que lhe garanta dignidade.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas