Política de demissão
Empresa terceirizada pela Prefeitura de Bertioga da golpe em trabalhadores de demite em massa
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
onibus-teresina-1-1900x900_c
Frota de ônibus | Foto: Reprodução

A empresa Viação Bertioga, terceirizada que presta serviço para a Prefeitura de Bertioga (SP) no ramo do transporte público, que teve o seu contrato rescindido pela prefeitura demitiu todos os seu funcionários, sendo que 80% desses foram por justa causa, ou seja, o trabalhador foi jogado no olho da rua com uma mão na frente e outra nas costas. O golpe da demissão por justa causa, feito pela empresa, consistiu na justificativa de que os trabalhadores se encontravam em greve e da sua abusividade, quando, na verdade, os trabalhadores, legitimamente, paralisaram as suas atividades por falta de pagamento dos seus salários. Essa foi a oitava paralisação realizada pelos trabalhadores, neste ano, por atraso no pagamento de salário e vale refeição.

O caso da Viação Bertioga é mais um dentre milhares que acontece todos os dias no país, um esquema para favorecer empresários que, na maioria dos casos são apadrinhados políticos. Os trabalhadores da empresa são tratados como lixo, que trata os seus funcionários como verdadeiros escravos, dignos dos tempos da senzala, que não recebem os seus pagamentos e nem os seus tíquetes de alimentação. O último mês os motoristas receberam apenas R$ 177 reais e segundo relatos de trabalhadores: “há colegas passando fome na categoria”; por conta da falta de pagamento a maioria dos trabalhadores deixaram de pagar os seus aluguéis, contas de água e energia.

Sempre é bom lembrar que a terceirização avançou no país junto com a privatização das empresas estatais na era do neoliberal FHC (PSDB) que, por coincidência é do mesmo partido do prefeito da cidade, Caio Matheus, o verdadeiro responsável pela situação dos trabalhadores da Viação Bertioga.

É preciso dar um basta a está situação de escravidão que a prefeitura de Bertioga, através das empresas terceirizadas, vem submetendo aos trabalhadores. Não aceitar nenhuma demissão, estatização do transporte público, sob o controle dos trabalhadores.

A terceirização é extremamente nociva aos interesses da classe trabalhadora, além de rebaixar as condições de vida, pois achatam salários, a terceirização acaba com a ideia de categoria de trabalhadores destruindo a organização sindical, possibilidades de acordos e negociações coletivas, sendo portanto, um ataque profundo também à organização sindical dos trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas