Oriente Médio
Os EUA costuraram um acordo entre Israel e Emirados Árabes para normalizar as relações entre os dois países. Acordo foi visto como traição à causa palestina
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Israeli Prime Minister and head of the Likud party Benjamin Netanyahu delivers a statement to the media in Kfar Maccabiah, Ramat Gan on February 21, 2019. Photo by Tomer Neuberg/Flash90
Benjamin Netanyahu | Foto: Reprodução

Os Estados Unidos organizaram uma reunião entre Israel e Emirados Árabes Unidos para que fosse realizado um acordo entre os dois países. O acordo foi anunciado por Donald Trump, que disse que ambos os países normalizaram as relações e Israel havia abdicado de anexar a Cisjordânia, o que foi desmentido por Benjamin Netanyahu, que afirmou que a anexação foi apenas adiada.

Irã, Turquia, líderes palestinos e outros países árabes declararam que o acordo é uma traição por parte dos Emirados Árabes Unidos, que abdica de se opor a Israel, estado genocida contra a população palestina.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas