Embu das Artes: Prefeitura Ney Santos usa GCM para intimidar estudantes

gcm_novas_viaturas_embu

Da redação – A União Estudantil de Embu das Artes realizou ato na prefeitura de Embu em frente à Secretaria de Transportes quinta-feira (23). Havia um encontro marcado com o secretário da pasta Gustavo do Rancho, filho do dono de um dos hotéis mais luxuosos do município. A manifestação exigia a efetivação da lei nº 1890, de 10 de novembro de 2000, que cria o passe livre no transporte coletivo municipal para estudantes e dá providências correlatas, além da lei de número nº 2827, de 18 de junho de 2015, que institui o plano municipal de educação determinando a implantação do passe livre, reforçando a necessidade do passe.

Em princípio uma comissão foi designada para ir à sala do secretário Gustavo, do lado de fora estudantes seguiam se manifestando quando a Guarda Civil Municipal (GCM) foi acionada. Os guardas portavam escopeta de bala de borracha e circulavam ao redor dos jovens na tentativa de intimidá-los. Um veículo da ROMU (Ronda Ostensiva Municipal) também se dirigiu ao local, pouco menos de 40 estudantes da região estavam presentes e relataram o medo e inconformismo da ação desproporcional dos agentes de segurança.

Próximo ao término do ato o Conselho Tutelar se fez presente alegando salvaguardar a segurança dos jovens, muitos menores de idade, levando em consideração o histórico de agressões e excesso da Guarda Municipal como nas manifestações contra a Taxa do Lixo.

Foi acordado junto ao secretário Gustavo do Rancho e o Dr. Paulo Bittencourt da área técnica da pasta, repassar os dados da atual empresa de transporte público TransArtes e um encontro junto ao prefeito Ney Santos está firmado ainda sem data.

A União Estudantil de Embu das Artes informou que entrará com um processo junto ao MP e promete seguir na luta pelo passe livre estudantil.