Emboscada organizada por latifundiário mata sem-terra em Rondônia

crime rondonia

Pistoleiros contratados por latifundiário em Rondônia realizaram uma emboscada e mataram o trabalhador sem-terra Ismauro Fatimo dos Santos, de 49 anos, e feriu gravemente sua filha de 16 anos, na cabeça. Ismauro, conhecido por “Paraná”, morava na ocupação Paulo Freire 4 e estava apoiando a ocupação Enilson Ribeiro, que fica no mesmo município. O ocorrido deu-se a mais de 500 quilômetros de distância da capital Porto Velho e é conhecida por conflitos agrários e pistolagem.

O crime ocorreu na cidade de Seringueiras, quando o veículo dirigido por “Paraná” foi interceptado por pistoleiros de deram quatro tiros no sem-terra, sendo três na cabeça. Ainda estavam no carro uma mulher e uma criança de oito anos que não ficaram feridas.

Logo após o assassinato, a imprensa burguesa de Rondônia, juntamente com a polícia, tratou de atacar os sem-terra, e em particular, a Liga dos Camponeses Pobres (LCP) que atua na luta pela terra da região.

O Estado de Rondônia é um exemplo de como os golpistas apoiados no latifúndio querem implantar em todo o país. Governado há décadas por latifundiários e grileiros de terra, incentivam a pistolagem, sob a cobertura do aparato estatal e conluio da justiça burguesa, com a formação de verdadeiros esquadrões da morte formada por policiais militares e civis para atacar os trabalhadores que lutam por um pedaço de terra para trabalhar e sobreviver.

É preciso lutar pelo direito de autodefesa dos trabalhadores sem-terra e a formação de comitês de autodefesa para garantir a segurança das famílias nos assentamentos e nas ocupações de terra.

Todo apoio aos trabalhadores sem-terra de Rondônia!

Todo apoio à Liga dos Camponeses Pobres!