Genocídio do Estado
Em meio a pandemia, a direita aproveita para implementar a ditadura e matar os pobres
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
16jul2018 - -soldados-participam-de-acao-no-complexo-do-alemao-no-rio-de-janeiro-1589808047225_v2_450x337
Imagem: Fabio Teixeira/picture alliance via Getty Images |

Da redação – Após o massacre do Bope que matou moradores do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, a comunidade passou a se mobilizar para denunciar amplamente que a direita deu a ordem para baixar a ditadura sanguinária nos morros. Populares relataram à reportagem do site britânico The Guardian que a polícia está matando gente nas favelas todo dia, em vez de ajudar durante a pandemia do novo coronavírus.

Maria Diva do Nascimento, 42, trabalhadora de em um dos maiores hospitais da cidade, mora no Alemão e teve o filho Allyson, 20, morto na sexta-feira (15) durante uma ação policial com uso de helicópteros. Outras 12 pessoas morreram, totalizando 13, o mesmo número que o coronavirus matou no Alemão.

 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas