Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

A intervenção militar no Rio de Janeiro segue fazendo suas vítimas entre a população. Em um prazo de três dias subiu para nove o número de civis mortos pela ação indiscriminada dos militares no subúrbio fluminense da Rocinha. Uma verdadeira chacina contra a população negra e pobre, que sofre as consequências da intervenção militar pelas mãos de seus algozes usuais, os policiais militares.

A favela da Rocinha, uma das maiores do Brasil, vem penando sem a disponibilização dos serviços essenciais de água e energia elétrica. Assim, a intervenção militar agride a população de formas mais cruéis para demonstrar um poderio de destruição que a cada dia mais é colocado em prática.

Os finais de semana, que costumeiramente são os dias em que a população está em casa em virtude das folgas semanais do trabalho, são os dias preferidos para a falta de luz. Dessa forma, moradores reclamam de terem seus aparelhos eletrônicos afetados pelas quedas de energia.

A “Light”, empresa de distribuição de energia no Rio de Janeiro, alega que em virtude da intervenção militar não consegue enviar seus técnicos para a Rocinha com o objetivo de reparar a estrutura elétrica da favela. Tamanho cinismo é verificado por não combaterem a real motivação das quedas de energia, ou seja, a ação dos militares, que deliberadamente cortaram as linhas de energia para facilitar sua incursão na madrugada.

A população sofre com o extermínio protagonizado pelos militares e também com a falta de fornecimento desses serviços básicos. A luta política posta para o momento, que é o combate ao golpe de Estado passa, necessariamente, pelo imediato fim da intervenção militar contra a população do Rio de Janeiro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas