Siga o DCO nas redes sociais

Polícia da ditadura militar
Em Recife, PM decide quais músicas podem ser tocadas
Como em 1964, a PM esta acabando com atividades artísticas e ameaçando a liberdade de expressão
zeferina (1)
Polícia da ditadura militar
Em Recife, PM decide quais músicas podem ser tocadas
Como em 1964, a PM esta acabando com atividades artísticas e ameaçando a liberdade de expressão
No RecebeatFestival em 2007, carnaval de Recife – foto: Zefirina Bomba
zeferina (1)
No RecebeatFestival em 2007, carnaval de Recife – foto: Zefirina Bomba

E a ditadura vai se alastrando sobre todas as esferas sociais. Neste carnaval, um dos maiores nomes do rock e da música pernambucana foi proibido de ter suas músicas executadas em Olinda e Recife. A ordem partiu de policiais militares, sem mandado, em uma ação típica da Ditadura Militar de 1964.

A denúncia foi feita pelos integrantes da banda Zeferina Bomba, um dos nomes mais importantes do rock de todo nordeste. O caso concreto se deu quando outra banda, a Janete Saiu Para Beber, tocava em Recife em um tributo a Chico Science, quando a apresentação foi interrompida durante a música “Banditismo”.

 

PMs afastaram com violência os espectadores que estavam à frente do palco, fizeram um cordão de isolamento ali e ameaçaram o vocalista de prisão caso as músicas de Chico Science fossem executadas. Segundo a banda, houve também outros registros na capital pernambucana de ação policial na tentativa de impedir as músicas de Chico Science de serem executadas.

Exatamente, caros leitores. A PM, após o golpe de Estado, dentro do governo fascista de Jair Bolsonaro, não precisa mais de mandato, nem respeitar as leis, ela pode acabar com qualquer show e matar quem ela quiser. Se isso não esta claro para toda a esquerda, deveria ficar agora, pois os casos de autoritarismo fascista se multiplicam a cada dia que passa.

Incrivelmente, os jornalistas ditos de esquerda dentro da imprensa burguesa, dizem que essas ações não podem caracterizar uma ação coordenada. Parece que as análises da esquerda pequeno burguesa são feitas por cessão, por setor, e se você fala de um ataque contra a cultura, deixa de lado de estão implementando escolas cívico-militares fascistas, onde os PM dentro das escolas já estão agredindo e censurando alunos; e mais, que o presidente e as dezenas de militares dentro do governo, convocaram um ato contra o Congresso, em uma ação nitidamente golpista.

A população, as lideranças sindicais, os artistas, os partidos, não podem ficar esperando a próxima ação fascista. Grupos de extrema direita estão assassinando lideranças de esquerda, atacando casas de cultura por todo o Brasil, criando milícias e etc. É preciso ir às ruas, criar Comitês de Auto-defesa dos artistas, e revidar. Se a direita usa a força contra o povo, que a maioria esmagadora da sociedade mostre sua verdadeira força e esmague a extrema-direita golpista!