Em meio a crise política, Theresa May deixa liderança de Partido Conservador inglês

Britain's Prime Minister Theresa May leaves at church near High Wycombe

Da redação – Hoje (7), Theresa May deixou a liderança do Partido Conservador inglês. Ela que renunciou, entretanto, continuará sendo primeira-ministra até seu sucessor ser eleito – que deve acontecer nos meados de Julho.

No dia 10 desta mês, os membros do Partido Conservador terão uma semana para se inscrever e concorrer à liderança do partido. Como o partido tem maioria na Câmara dos Comuns, e o regime inglês é parlamentarista, quem ganhar a eleição para a liderança do partido, será primeiro ministro do Reino Unido.

A eleição para liderança tende a se polarizar, e a extrema-direita tende a ganhar força. O ex-prefeito de Londres e ex-ministro Boris Johnson, que lidera a ala em defesa do brexit no Partido Conservador, será um dos candidatos para a liderança do partido.

Os posicionamentos de Johnson são muito próximos ao da extrema-direita inglesa. Se ele ganhar, sendo ele o candidato com mais força, o cenário inglês avançará nos sentido do controle da extrema-direita das instituições.