Crise econômica mundial
Pela segunda semana consecutiva o número de pedidos de seguro-desemprego bateu recorde nos EUA. Até então, o número máximo era de 695 mil pedidos, no ano de 1982
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
REUTERS/Lucas Jackson
Fila de desempregados nos EUA. Imagem: REUTERS/Lucas Jackson |

Na semana retrasada o número de pedidos de seguro-desemprego nos EUA já havia batido o recorde de sua história, que antes pertencia ao ano de 1982 com 695.000 pedidos, com o número de 3 milhões de pedidos pelo benefício. Nessa última semana, porém, o número foi de 6,6 milhões de pessoas, fazendo com que o número total de desempregados pedindo pelo seguro chegue na casa dos 10 milhões.

A crise que vem sendo impulsionada pelo coronavírus, mas que já estava dando as caras antes da pandemia, fez a economista chefe do Bank of America Merrill Lynch dizer que “o que se leva geralmente meses ou trimestres para acontecer em uma recessão, está acontecendo em questão de semanas”, o que demonstra quão grave é a crise econômica.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas