Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
20180708_150414
|

Na última quarta, 04/07, em frente à Câmara de Vereadores de São Paulo, ocorreu uma assembleia que reuniu diversos coletivos que lutam pelos direitos das mulheres. A pauta da atividade era voltada para a legalização do aborto, tema que será discutido pelo STF em agosto.

Para discutir a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental 442 (ADPF – 442), devem ser realizadas audiências públicas, entre 03 e 06 de agosto. A relatora do processo, que visa alterar os artigos 124 e 126 do Código Penal é a ministra Rosa Weber. Atualmente o aborto é considerado crime, exceto em casos de má formação fetal, risco de vida a mãe ou estupro.

A realização de um aborto de maneira legal, segura e assistida é um direito que jamais deveria ser negado às mulheres. Nesse sentido, apenas elas são capazes de definir o que é mais conveniente a seus corpos, sem que sofram qualquer tipo de julgamento moral, muito menos penalizações.

A legalização do aborto será fruto de uma intensa luta politica de todas as mulheres. Lutar contra o golpe, que as ataca diariamente, é também lutar por seus direitos.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas