Em 11 anos de PSB, número de assassinatos causados pela PM aumentou mais de cinco vezes em Pernambuco

SB101215041

Paulo Câmara, do PSB, foi o escolhido por Eduardo Campos para ser seu sucessor no Governo do Estado de Pernambuco. Com a eleição de Câmara em 2014, o PSB conseguiu seu terceiro mandato consecutivo no cargo executivo mais importante do Estado.

Hoje, o PSB já está há mais de 11 anos comandando o Estado pernambucano. Embora setores como o PCdoB, tentem pintar o governo como progressista, os anos em que o PSB tem ocupado o Palácio das Princesas têm sido de repressão aos trabalhadores, falta de diálogo com os sindicatos, arroxo salarial e outras atrocidades.

Recentemente, um novo dado surgiu para demonstrar que o governo Paulo Câmara é inimigo da população. Segundo o levantamento, nos últimos 13 anos, o número de assassinatos cometidos pela PM aumentou em 623%. Desses 13 anos, quase 90% foram comandados pelo PSB, de modo que a administração de Campos e Câmara são responsáveis pelo aumento de mais de cinco vezes nos assassinatos.

Nenhum governo que se diga progressista pode ser amigo da Polícia Militar, que mata negros e pobres antes de perguntar qualquer coisa. A única posição coerente para um partido que se coloque ao lado dos trabalhadores é exigir a dissolução da Polícia Militar.