Elogio de Bolsonaro à CIA e espionagem norte-americana são ataques à soberania nacional

Trump meets with Brazil's Bolsonaro at White House

Bolsonaro iniciou a semana indo fazer uma visita à Casa Branca. Os assuntos retratados nesse encontro foram amplamente divulgados pela nossa imprensa, ele quer vender tudo que conseguir aos americanos, e fazer daqui um quintal para que os ianques consigam aumentar o domínio sobre o continente. O presidente fez uma transmissão ao vivo no facebook, junto ao seu filho Eduardo Bolsonaro enquanto estavam na América do Norte, nela eles elogiam a CIA (Central Intelligence Agency – Agência Central de Inteligência).

Esse capachismo não pode passar despercebido, a CIA é responsável pela sabotagem de países em todos os continentes, é a maior causadora de guerras, golpes políticos, infração da soberania de vários países, e assassinato de líderes políticos e membros de partidos operários. A NSA (National Security Agency – Agência Nacional de Segurança), outro órgão de espionagem do governo dos EUA, foi responsável por grampear a ex-presidente Dilma e mais 28 envolvidos – ministros, secretários funcionários e até o avião presidencial – nos início de sua gestão. As informações foram divulgadas pela WikiLeaks, uma organização transnacional e sem fins lucrativos que investiga e vaza informações  de governos e empresas sobre assuntos sensíveis, como espionagem, sabotagem infrações de leis internacionais etc. Julian Assange, jornalista e fundador da WikiLeaks, é fortemente perseguido pelos Estados Unidos, tendo que se refugiar no equador, e anteriormente outros países, devido a sua militância virtual que expôs diversos escândalos dos governo estadunidense.

A CIA foi culpada por financiar os contrarevolucionários na América Central para combater o sandinismo, injetando cocaína nos bairros negros da periferia dos EUA como forma de arrecadação das milícias paramilitares e ao mesmo tempo sabotagem do movimento negro. O jornalista Gary Webb descobriu o caso e o expôs num pequeno jornal americano, por isso sofreu uma intensa perseguição e calúnia do órgão até morrer em circunstanciadas duvidosas. Também esteve envolvida com o orquestrame3nto dos golpes militares na América do Sul. Em suma é uma instituição que serve os interesses imperialistas dos EUA e persegue a esquerda no mundo inteiro. É a melhor arma do capitalismo dos Estados Unidos no plano internacional. Não existe lei nem código moral que breque os agentes da CIA.

O encontro de Jair com Gina Haspel, atual diretora da agência de espionagem, não estava na agenda presidencial, já é um indício de que está se tramando um duro ataque contra a soberania brasileira, e a elaboração de um plano para aumentar a ofensiva contra a Venezuela, uma das principais pautas de Trump para o continente.

Bolsonaro quer entregar os recursos naturais do país para o imperialismo, nosso pré-sal, o Aquífero Guarani e chegou a declarar que a Amazônia, território rico em recursos geológicos e biológicos, cuja extensão corresponde à 40% do território nacional segundo alguns estudos,  não seria nossa. Pouco a pouco os americanos vão se tornar donos do solo brasileiro, a entrega da base de Alcântra é alarmante nesse sentindo, pois além de ser uma arma poderosa para guerrear contra Maduro, é um importante instrumento de domínio sobre o Brasil. Ceder uma base militar brasileira à forças estrangeiras não havia sido feito desde a segunda guerra mundial, e mesmo assim foi feito sob enormes ressalvas e restrições.

O presidente também aboliu a reciprocidade  entre o tratamento que os brasileiros dão aos estrangeiros. Esse princípio diplomático estabelecido no governo Lula pautava que se fosse exigido visto para os brasileiros entrarem em algum país, o mesmo seria requerido para os viajantes desses país quando viessem visitar o Brasil. O tratamento que o brasileiro recebia no exterior seria replicado para os estrangeiros. O fim dessa política explicita o entreguismo e capachismo de Bolsonaro.

Para os fascistas que governam o país, tudo aos americanos e nada para os brasileiros, em troca de algumas moedas estão dispostos a darem o comando do país para os americanos. São verdadeiras prostitutas governando. tirar a aposentadoria, os direitos, o salário, a saúde e a educação é o mínimo que eles pretendem fazer. Se for necessário não haverá mais necessidade em espionar o Brasil, Bolsonaro e sua trupe de palhaços vão s encarregar em passar todos as informações sigilosas em primeira mão.