Eleições farsa: Lula é líder nas pesquisas mas jornais não irão entrevistá-lo

lulaa

A imprensa golpista no Brasil vem dando cartaz para as improváveis eleições presidenciais de 2018, com a cobertura sistemática dos presidenciáveis da esquerda, como Guilherme Boulos do PSOL e Manuela D´Avila do PCdoB.

Guilherme Boulos, inclusive recebeu no dia 07 de maio mais de uma hora de entrevista do canal do PSDB, a TV Cultura, no programa Roda Viva.

No entanto, apesar dessa falsa aparência “democrática” que a imprensa golpista quer dar em relação à cobertura das eleições, inclusive dizendo que vai dar espaço para todos os prensidenciáveis, a imprensa se cala diante do mais importante presidenciável do país, Luís Inácio Lula da Silva.

Lula que está preso pela operação golpista “Lava Jato”, justamente para impedir que ele seja candidato a presidente, mesmo encarcerado em Curitiba, mantém 40% de intenções de votos para presidente da República, em todas as pesquisas eleitorais.

Os golpistas, além de passarem por cima das leis Constitucionais para poderem prender Lula, sem nenhuma prova, também querem esconder que Lula é candidato do PT à presidente da República, mostrando que as eleições de 2018, se acontecer, será uma verdadeira farsa.

Mesmo preso, nada impede Lula de ser candidato, e ter os mesmos direitos de outros presidenciáveis, no entanto, a imprensa golpista que está dando espaço para Boulos e Manuela, candidatos da esquerda, querem a todo custo banir Lula das eleições.

Os presidenciáveis da direita e da esquerda que fazem parte dessa fraude eleitoral, decoram as eleições, fingindo que a ausência de Lula nas entrevistas e sua prisão faz parte de mais um golpe.

Boulos e Manuela, em suas entrevistas concedidas à imprensa golpista, sequer menciona a fraude eleitoral que é realizar uma eleição sem Lula, até porque se disserem algo em defesa de Lula em suas entrevistas, os golpistas não darão mais espaço em seus jornais para essa esquerda.

A esquerda se comporta como abutres dos votos de Lula, ao mesmo tempo que ajuda os golpistas organizarem uma eleição, que se ocorrer, será a eleição mais fraudulenta da história do Brasil.