Eleição sem Lula é golpe: Comitês de Luta e PCO chamam conferência para unificar luta

Faltam poucos dias para o ex-presidente Lula completar um mês de cadeia, em uma situação que parece que não será alterada, pelo menos através dos meios institucionais, como o Poder Judiciário e demais órgãos responsáveis pela prisão ilegal e arbitrária da liderança máxima do Partido dos Trabalhadores.

É diante dessa situação que o Partido da Causa Operária e os comitês de luta contra o golpe resolveram convocar uma conferência para unificar a luta contra os golpistas, pela liberdade de Lula.

É uma conferência que resulta da experiência de todo movimento de luta contra golpe, que esteve nas ruas contra o impeachment, contra os ataques dos golpistas aos direitos democráticos do povo, contra a prisão de lula, e agora luta por sua libertação.

Existe toda uma pressão a se adaptar ao regime dos golpistas, ao regime da direita. Participar das eleições, como tradicionalmente se faz, e “esquecer” Lula preso, esquecer o golpe, esquecer os tiros contra a caravana de Lula, esquecer a execução de Marielle, as reformas, etc. Isso é o que boa parte da esquerda pequeno-burguesa está fazendo, os chamados candidatos abutres, Manuela Dávilla, Guilherme Boulos e outros com menos fachada esquerdista, como Ciro Gomes.

É preciso se opor a esta política, e colocar em marcha uma mobilização gigantesca com todos que querem lutar contra o golpe, contra a direita, com a mesma disposição vista em São Bernardo do Campo (SP) e dos militantes que foram a Curitiba neste 1º de maio para lutar, não para ouvir os palanqueiros eleitorais.

É com este objetivo que está sendo convocada esta conferência, que deve acontecer no dia 17 de junho, em São Paulo. Em breve serão divulgadas novas informações sobre a atividade. Não perca, acompanhe as informações no Diário Causa Operária e no sítio dos comitês.