Eleição fraudada: 3,6 milhões de títulos eleitorais cancelados é golpe contra o trabalhador

titulo

Da redação – O avanço dos golpistas dentro das instituições burguesas continua a todo vapor. Um levantamento feito com dados de Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), revelou que a ditadura do Judiciário irá cancelar 3,6 milhões de títulos por conta da falta de recadastramento biométrico, sendo desses, 700 mil só na Bahia.

O número, que diz respeito a 862 cidades dos 17 estados que passaram pela revisão biométrica obrigatória, sendo estes, parte dos 22 estados onde se realizou, ficando de fora o Amazonas (não obrigatória) e o Distrito Federal onde foi realizado anteriormente. Vale dizer também que cinco estados não repassaram seus cancelamentos (Espírito Santo, Paraíba, Pernambuco, Roraima e Rondônia), o que revela o interesse dos usurpadores, manobrando as eleições segundo sua própria vontade e gerando uma fraude total.

É mais uma etapa do golpe contra os direitos mais fundamentais dos trabalhadores, que, por falta de uma etapa digital, serão impedidos de exercer o direito mais fundamental de uma “democracia”.