Ordem do imperialismo
Campanha canalha expõe que burguesia quer expor milhares de crianças a morte para recuperar a economia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
SOROCABA, SP, 08.09.2020 - VOLTA-AULAS - Movimentação em sala de aula do Colégio Uirapuru, na cidade de Sorocaba, no primeiro dia de volta às aulas presenciais desde o início da pandemia do novo coronavírus, nesta terça-feira (8). (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
Aula presencial durante a pandemia é genocídio. | Foto: Reprodução.

Em uma reportagem canalha, até para os padrões da imprensa capitalista, o veículo imperialista El País, que muitos ingenuamente acreditam ser um jornal progressista, faz campanha abertamente pela volta às aulas presenciais para crianças! Isso que o mundo inteiro hoje vive uma segunda onda, e o próprio país sequer saiu de sua primeira, então nesse sentido é literalmente uma campanha genocida que acarretará em milhares de mortes.

Os argumentos científicos da burguesia genocida

A matéria coloca uma entrevista com uma pediatra chamada Ana Escobar, que na chamada diz ”Relutei em aceitar a volta às escolas, até que os argumentos científicos me convenceram”. Ou seja, mais uma criatura da ciência. Ela integra um suposto ”grupo de médicos que assina manifesto a favor da volta às aulas presenciais e cita estudos que apontam que as crianças não são grandes disseminadoras de covid-19 e raramente desenvolvem casos graves da doença provocada pelo novo coronavírus”. É bastante coisa pra lidar, mas são os ossos do ofício deste nobre redator.

Vamos lá, entre os argumentos da pediatra é que as crianças possuem uma baixa taxa de transmissão, mesmo ”com artigos conflitantes”. Pouco científica. Ela afirma que os atuais protocolos de segurança tem se mostrado eficazes, o que na verdade é bastante problemático, considerando que temos hoje quase mil mortes por dia e a beira de 200 mil, sem previsão de redução. Então ou esta pediatra é uma completa idiota que não está acompanhando a situação do coronavírus no país ou ela é exatamente o contrário disso, se é que me entendem.

Quatro medidas milagrosas

Finalmente, na entrevista ela cita quatro medidas para implementar o plano de volta das aulas. Primeiramente, organização para o distanciamento. Em segundo, garantir que as crianças com mais de dois anos estejam de máscaras. Em terceiro, equipamentos de proteção para funcionários e em quarto higienização.

Mas se tudo isso não está funcionando sequer para os adultos é muito pouco provável que funcionaria com crianças, que ainda são seres humanos em desenvolvimento, portanto não dá pra arriscar milhares de vidas baseando-se que elas serão responsáveis, se na prática nem os adultos conseguem não se infectar, não por culpa deles, mas simplesmente porque os governos burgueses jamais ofereceram qualquer situação de segurança contra o vírus. Não será diferente com as crianças.

Uma campanha imperialista

Não é nenhum segredo que uma das ordens da burguesia para lidar com a crise do coronavírus é simplesmente, como diria um direitista muito sincero, ”morra quem morrer”.

Então agora, com o país chegando aos quase 200 mil mortos, a campanha pelo retorno das aulas presenciais está mais do que na ordem do dia para a burguesia genocida, afinal de contas, o impacto econômico que a parada escolar causou é de 1% no PIB mundial, de maneira que milhares de pessoas, entre elas crianças, vão ter que dar suas vidas para corrigir o estrago. Pelo menos é essa a expectativa da burguesia genocida.

É preciso caracterizar a política geral de reabertura defendida como a política do imperialismo, que nada tem de científico e busca apenas os interesses da burguesia. A situação torna urgente convocar os estudantes a não se confundirem com a propaganda mas mobilizarem-se contra a política assassina de retomada das aulas. Volta as aulas só com vacina!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas