Sempre na mira
El Pais ataca Neymar até quando a culpa não é dele
A imprensa imperialista mantêm constante campanha contra o camisa 10 brasileiro.
ney-1
Sempre na mira
El Pais ataca Neymar até quando a culpa não é dele
A imprensa imperialista mantêm constante campanha contra o camisa 10 brasileiro.
Neymar comemorando gol de pênalti. Foto: Lucas Figueiredo/CBF
ney-1
Neymar comemorando gol de pênalti. Foto: Lucas Figueiredo/CBF

A campanha contra o craque brasileiro, Neymar continua a todo vapor na Europa. Uma matéria do jornal espanhol El País ataca o jogador brasileiro pelo fato da demora na resolução da sua possível transferência de volta ao futebol espanhol, provavelmente novamente para o Barcelona.

O jornal não perde tempo e joga toda a carga de críticas ao jogador, camisa 10 da seleção, de que seria culpa de Neymar o fato de que não houve até o momento nenhuma definição de sua transferência da França para Espanha. O jornal acusa Neymar de “desprezar o torcedor”.

Fica evidente mais um ataque da imprensa imperialista a Neymar. A transferência do jogador para a Espanha envolve interesses econômicos que vão muito além do campo. O futebol é acima de tudo uma atividade econômica que tem por de trás de si um conjunto de empresas, monopólios do ramo esportivo, os quais detém o controle de tudo o que ocorre dentro e fora das quatro linhas.

Assim como tudo na sociedade capitalista, o futebol está diretamente vinculado à interesses poderosos que vão muito além das decisões individuais dos jogadores, ou quem quer que seja. A própria campanha contra Neymar é uma demonstração clara desse fato. Mesmo o camisa 10 brasileiro sendo hoje o melhor jogador do mundo, Neymar é alvo de um intenso ataque da imprensa imperialista, o que nada mais é do que uma expressão do ataque que o imperialismo vem promovendo contra o Brasil e o povo brasileiro de conjunto.

Por ser hoje o principal representante do melhor futebol do mundo, Neymar é diariamente escrachado pela “crítica” internacional, e até mesmo pela imprensa vendida local. Isto está associado à situação política atual, na qual o nosso país está sendo alvo do maior saque, da mais agressiva política de rapinagem por parte dos países europeus, além é claro dos norte-americanos.

Nesse sentido é preciso também atacar o futebol nacional e, é claro, a nossa principal estrela, Neymar. A imprensa imperialista procura transformar Neymar em um pária, um monstro, já foi processado por sonegar impostos, já foi taxado de cai-cai, inclusive de estuprador. Por trás desta campanha está a tentativa de desmoralizar o futebol nacional, a incrível habilidade, não só de Neymar, mas de todos os jogadores brasileiros, a alegria, o drible, ou seja, tudo aquilo que faz o futebol nacional admirado em todo mundo, principalmente pelos países mais oprimidos e pobres.

A política golpista promovida pelo imperialismo não atinge somente a economia e a política, mas todos os setores da vida social e cultural de um povo. Por isso a tentativa de demolição do futebol nacional, um dos principais patrimônios culturais do povo brasileiro.

É preciso, portanto, denunciar o ataque covarde feito a Neymar pela imprensa imperialista e defender o jogador brasileiro, assim como todos os jogadores nacionais, e o próprio futebol de nosso país frente a política criminosa de devastação das condições sociais, econômicas, políticas e culturais do povo brasileiro promovida pelo imperialismo.