doria720
|

Nesta segunda-feira (14) a justiça de São Paulo suspendeu a licitação da prefeitura da capital para a escolha das empresas que vão varrer as ruas da cidade. O juiz Paulo de Abreu Lorenzino acatou o pedido da empresa que atualmente faz o serviço, apontando que havia duas datas base no edital para o cálculo dos preços. São Paulo não realiza uma nova licitação desde 2011, durante o governo de Gilberto Kassab.

O erro no edital revela a incompetência da atual prefeitura mesmo de um ponto de vista meramente burocrático. Os “gestores” João Doria, hoje governador, e Bruno Covas, seu sucessor na prefeitura, não conseguiram montar sequer uma equipe capaz de escrever um edital. Ironicamente, em sua propaganda eleitoral eles se apresentavam como mais competentes porque vindos da iniciativa privada, que seria mais competente por natureza. Ideologia vendida pela burguesia para justificar privatizações e eleger capitalistas diretamente.

Esse caso mostra que não só esses “gestores” não são mais “competentes”, como na verdade estão emperrando o funcionamento da prefeitura em várias áreas. É o caso, por exemplo, dos semáforos, que tiveram sua manutenção sensivelmente piorada. A “competência” dos capitalistas só funciona para roubar o patrimônio público a serviço de seus próprios interesses e para atacar os trabalhadores para aumentar a exploração da mão de obra. Toda a propaganda relativa à “eficiência” da “gestão” feita pelos capitalistas não passa de uma completa farsa.

Relacionadas