Sinpeem: Fraude organizada
Diretoria do Sindicato encaminha eleição em meio à pandemia, mas oposição Educadores em Luta continua na luta pelo seu adiamento
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
logo chapa 3
Foto: Logotipo da Chapa Educadores em Luta |

A Chapa Educadores em Luta – Fora Bolsonaro, inscrita para as eleições do maior sindicato de servidores municipais do país, a única chapa de oposição que não fugiu das eleições está usando de todos os recursos disponíveis para adiar as eleições para a diretoria do Sinpeem (Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de São Paulo). A eleição para o sindicato está marcada para o próximo dia 22 de maio, sexta-feira.

Se já era um enorme absurdo, um crime contra a categoria, a mesma se realizar em meio a pandemia, apesar de todos os pedidos realizados pela oposição Educadores em Luta, com requerimentos protocolados pedindo à comissão eleitoral e à chapa de Cláudio Covas Fonseca que controla a comissão eleitoral composta por três membros o seu adiamento e realização após a pandemia, nada os demoveu do golpe contra a categoria. Além dos pedidos formais, também um ato público presencial com os principais companheiros da oposição reiterando essa necessidade, foi realizado em frente a sede do sindicato na última segunda feira, continuando as negativas da diretoria frente a isso.


Na data desta terça-feira novamente protocolamos recurso expondo todos os erros cometidos perante à categoria ao se realizar a eleição neste período, junto ao presidente da comissão eleitoral, e vice presidente do sindicato, o Sr. José Donizete, que ao nosso pedido de antecipar inclusive a reunião da comissão marcada para esta quarta feira dia 20 de maio, se negou a encaminhar tal reunião.
O PCO (Partido de grande parte dos companheiros da Chapa Educadores em Luta) apoiando esta luta publicou várias matérias em seus jornais públicos e até em seus programas de TV, procurando ampliar a denúncia do verdadeiro golpe em marcha contra os servidores da educação municipal de São Paulo.

A diretoria sindical encabeçada por Cláudio Fonseca, eleito vereador pela chapa de João Dória em 2016, demonstrou em todos os momentos para se perpetuar no poder a intenção de passar por cima da vontade da categoria e a força impor as eleições em meio a pandemia. Além disso, para ampliar a fraude eleitoral grotesca nas eleições do Sinpeem, tomou a decisão de não enviar o jornal impresso da categoria com aas informações sobre as eleições para a residência de todos os sindicalizados da categoria, como ocorreu em todas as eleições anteriores, confirmando a total manipulação da categoria para que a política tucana de Cláudio Fonseca em frente ao sindicato continue.

No entanto, a Chapa Educadores em Luta continuará recorrendo a TODOS os meios que se fizerem necessários para o adiamento das eleições do Sinpeem e sua realização somente após o fim da pandemia. E chamamos os professores e funcionários no ensino municipal de São Paulo a se mobilizarem e repudiarem este verdadeiro atentado contra a vontade da categoria em poder eleger democraticamente seus representantes a frente de seu sindicato para enfrentar os governos fascistas que (não estão de férias como a diretoria do Sinpeem) estão impondo uma verdadeira espoliação aos salários e aos direitos da categoria se utilizando da pandemia para isso.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas