Autoritarismo e genocídio
As medidas autoritárias do novo decreto buscam esconder a falta de planejamento e de medidas reais de combate ao coronavírus.

Por: Redação do Diário Causa Operária

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite do PSDB, em decorrência da situação de calamidade pública provocada pela sua política diante da pandemia da COVID-19 no estado, deve assinar um decreto com medidas extremamente abusivas para multar em até R$ 1,5 milhão quem descumprir o lockdown.

Em virtude da política genocida do PSDB, que manteve todas as atividades comerciais e industriais em funcionamento durante a pandemia, bem como, estações e transportes com aglomerações, os leitos das UTIs (Unidades de tratamento intensivo) estão totalmente ocupados e já há dezenas de pessoas aguardando uma vaga.

As medidas autoritárias do novo decreto buscam esconder a falta de planejamento e de combate ao coronavírus. Para se ter ideia da hipocrisia do governador tucano, a suspensão das aulas no estado foi uma decisão da justiça a pedido do sindicato dos professores da rede pública estadual da qual o estado do Rio Grande do Sul recorreu

O genocida do PSDB, que nunca investiu nos testes massivos e tampouco investe agora nas vacinas para toda população, busca fazer média com a pequena-burguesia histérica às custas do estrangulamento de todo um setor do comércio, que não possui meios de se manter com suas portas fechadas.

O decreto prevê multas a partir de R$ 2 mil até R$ 1,5 milhão, podendo dobrar em caso de reincidência, não especifica aplicação para pessoas físicas ou pessoas jurídicas. Somente serviços de supermercados, medicamentos e higiene funcionarão. Os comerciantes se sentem prejudicados em relação aos grandes comércios que vendem por internet e entregam seus produtos por correios.

Não há qualquer seguro para garantir os negócios dos pequenos comerciantes que devem ser totalmente esmagados pelo lockdown. Da mesma forma, os trabalhadores desempregados e informais não recebem qualquer auxílio para manter suas condições de vida neste período. É uma política criminosa ao melhor estilo PSDB.

A população e os pequenos comerciantes não podem pagar a conta da crise geradas pelos grandes capitalistas. A única saída para o povo é ocupar as ruas com grandes mobilizações para exigir um auxílio digno para os setores que necessitam e garantir a vacinação de toda população. É preciso derrubar os governos golpistas de Bolsonaro e Eduardo Leite, bem como o golpe de estado no país.

Send this to a friend