Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo), mostrando estar em plena campanha eleitoral, resolveu denunciar o ex-prefeito de São Paulo e candidato a  vice-presidente de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Fernando Haddad (PT), nesta segunda-feira (3).  O MP resolveu “requentar” acusações feitas com base em delações premiadas para acusar Haddad, sem quaisquer provas, de ter cometido os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. A denúncia aponta que ele teria recebido, de maneira indevida, R$ 2,6 milhões da UTC Engenharia, supostamente, para pagar dívidas de campanha municipal de 2012, quando foi eleito prefeito da Capital paulista.

Ao mesmo tempo, a promotoria também revolveu oferecer denúncia contra o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto; o doleiro Alberto Youssef; o ex-deputado estadual petista Francisco Carlos de Souza (Chicão); o presidente da UTC, Ricardo Pessoa; e contra o diretor financeiro da UTC, Walmir Pinheiro Santana, com base na mesma acusação.

Com bases nas acusações infundadas apresentadas pelo MP, a Justiça tucana de SP, deverá decidir se Haddad e os demais  investigados passaram a ser réus em um possível processo criminal.

O anúncio ocorreu no mesmo dia em que um juiz do TSE resolveu pedir a retirada do ar de propaganda eleitoral de TV do Partido dos Trabalhadores alegando que havia campanha em favor de Lula, como candidato à presidente, sob a ameaça de que o Partido seja multado em R$ 500 mil cada vez que exibisse o programa. E logo depois de que Lula e a direção do PT anunciarem que irão recorrer da decisão ilegal dos ministros golpistas do TSE que resolveram cassar a candidatura daquele que a maioria do povo quer ver na presidência da República, para impor uma derrota a o regime golpista que está fazendo retroceder, como nunca, as condições de vida da maioria do povo brasileiro.

A nova ofensiva da direita golpista, evidencia de que de nada adianta a politica dos que defendem um entendimento com os golpistas, aceitando-se a pressão que esse vem fazendo para que o PT e toda esquerda que lutou e luta contra o golpe desistam da candidatura Lula e aceitem um “plano B”.

Seja quem for o candidato do PT, esse será profundamente atacado pelo regime golpista.

A vantagem é que Lula, de longe o maior alvo dos golpistas, é também aquele que aglutina o conjunto das forças dos movimentos operário, popular, da juventude e a maioria da esquerda, tem um gigantesco apoio popular capaz de servir de alavanca para uma grande mobilização revolucionária capaz de derrotar o regime golpista. A direita está mostrando todas as suas armas. Expressando sua disposição de ir até as últimas consequências no seu ataque contra as massas exploradas e suas lideranças.

O movimento de luta contra o golpe, deve apoia integralmente a decisão de Lula, nesse momento, de recorrer, de não desistir, de brigar até o fim.

Um passo decisivo é colocar em marcha um amplo e combativo movimento de luta, amparado nos comitês de luta, que organizem uma gigantesca ocupação de Brasília, para cercar o STF e exigir o cancelamento da decisão do TSE, liberdade de Lula e sua participação integral nas eleições, pois eleição sem Lula, é fraude! Eleições sem Lula, é golpe!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas