Menu da Rede

Moraes legitima roubo bilionário da Petrobrás

Todos às ruas

Próximo passo: dia 3 de julho, ocupar a Paulista

Após a vitória acachapante dos trabalhadores sobre a burocracia sindical, é hora de preparar uma verdadeira campanha de massas contra os crimes da direita golpista

Ato de primeiro de maio – Foto: Diário Causa Operária

Nos dias 2 e 3, logo após o vitorioso ato de primeiro de maio classista, o Comitê Central do Partido da Causa Operária (PCO) se reuniu e tirou, como uma de suas principais resoluções, a convocação de um novo ato nacional. Dessa vez, os trabalhadores de todo o País serão convocados para a Avenida Paulista, no dia 3 de julho, quando acontecerá uma manifestação pela vacinação gratuita e imediata para todos, por um auxílio emergencial amplo de, pelo menos, um salário mínimo e contra a fome e o desemprego.

O novo ato, que ocorrerá daqui a dois meses, marcará a continuação de um processo crescente de mobilização contra a direita. O primeiro de maio na Praça da Sé, convocado pelo PCO e pelos comitês de luta, colocou a burocracia sindical e as direções da esmagadora maioria das organizações de esquerda de joelhos. Está cada vez mais difícil represar a mobilização: após mais de 400 mil mortes, os trabalhadores já se deram conta que a política do “fique em casa” só serve para uma camada de privilegiados, que não representa a a grande massa de pessoas que estão sendo pisoteadas pela direita.

Essa tendência à mobilização não vai parar. Afinal, os ataques da direita não irão parar. A burguesia pouco se importa se o Brasil tem 400 mil mortos ou mesmo 4 milhões. É a mesma classe asquerosa que provocou duas guerras mundiais e que mata dezenas de inocentes todos os dias no Oriente Médio. Para os capitalistas, a hora não é de salvar o povo, mas sim os seus negócios. E, como os negócios vão muito mal, estão dispostos a sacrificar seja quem for para que não entrem em falência.

Nesse sentido, o papel de todas as organizações ligadas aos trabalhadores, diante do sucesso do ato de primeiro de maio, deve ser o de procurar impulsionar a mobilização, isto é, fazer com que os esforços para realizar o ato de primeiro de maio sejam multiplicados em todos os sentidos. Que os companheiros que se dedicaram ao ato, dediquem-se com ainda mais afinco e concentração, que aproveitem os dois meses que terão pela frente para se concentrar nessa que é a tarefa mais importante do momento: preparar o povo para tomar as ruas e só sair delas quando conseguir o que precisa! E que os companheiros que ainda se sentiam muito pressionados pela política reacionária, tucana, do “fique em casa”, agora rompam de vez com as correntes que os amarram e mergulhem de cabeça na tarefa de organizar as pessoas contra o genocídio em curso.

Essa concentração deve desaguar, inevitavelmente, na única perspectiva de mobilização apontada neste momento: o ato do dia 3 de julho, nacional, com milhares de companheiros vindos dos mais variados locais. É hora de arregaçar as mangas, fazer um balanço profundo e preciso da vitória do ato de primeiro de maio, organizar atos regionais que preparem o ato de 3 de julho, formar os comitês de luta e arrastar a multidão dos explorados para a Avenida Paulista.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.