Economista de Bolsonaro está envolvido no rombo do Postalis

Com o acirramento ideológico em torno das eleições presidenciais de 2018, o assessor econômico do candidato golpista Jair Bolsonaro, Paulo Guedes, foi denunciado como um dos responsáveis pelos investimentos “furados” que os fundos de pensão no Brasil fizeram nos últimos anos.

Os rombos dos fundos de pensão, como o da Funcep (Caixa Econômica Federal), Postalis (dos Correios) entre outros têm as digitais de Paulo Guedes.

Segundo denúncia, mais de 50 milhões dos investimentos foram parar nas mãos de Guedes, enquanto que ações compradas pelos fundos deram prejuízos astronômicos.

Nos Correios, o Postalis teve prejuízo de 8 bilhões de reais, e está sob intervenção federal do governo golpista a mais de um ano, e nem cogita em indiciar Paulo Guedes.

Enquanto Lula foi preso injustamente, em um processo farsesco, sem nenhuma prova, impedido de ser candidato, os golpistas que derrubaram o governo do PT estão envolvidos em roubos bilionários do dinheiro dos trabalhadores, e mesmo assim se preparam para assumir o controle geral da economia no país.