É preciso enfrentar a direita e derrotar o Escola Com Fascismo

maxresdefault

Da redação – A direita está voltando com a ideia de formar uma escola onde os professores não tem direito de opinar, uma escola com fascismo, ou como eles chamam “escola sem partido”.

Claramente essa ideia de escola sem partido é uma invencionice da extrema direita para tirar o direito dos professores de se expressar livremente, é uma afronta extremamente direta contra os professores e o movimento estudantil.

E agora que estamos sob o governo ilegítimo de Jair Bolsonaro, é preciso intensificar a luta contra o golpe e a favor dos direitos dos professores e da classe trabalhadora em geral, já que agora os ataques serão de maneira mais ditatorial.

Para evitar esse tipo de ataque é preciso unificar estudantes e professores contra qualquer tipo de ideia de amordaçar os professores, é absolutamente intolerável qualquer tipo de censura por cima dos professores, a extrema-direita quer criar uma classe de estudantes alienados com ideais da direita, como o Olavismo ou as baboseiras da escola austríaca, eles querem estudantes sem senso crítico e totalmente obedientes perante à direita.

“Bom, o que está ai, na verdade é um policiamento do direito de se expressar, a escola serve para modificar as pessoas, a escola não é isenta, não é algo estático, ela deve ser formadora de opinião, formadora de cidadãs, uma escola que não defende pensamento crítico não é uma escola, pra mim é uma aberração”

Disse o professor e pedagogo Eduardo Callado sobre a escola sem partido, mostrando assim a insatisfação dos professores com a tentativa de amordaçar e reprimir os educadores.