Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Neymar Jr. está sendo alvo de uma intensa campanha da direita e da esquerda. A direita o ataca por representar o esporte mais popular do Brasil, e, assim, ataca Neymar e a própria seleção. Tudo que é do povo a direita odeia e combate.

As acusações da direita são as mesmas do golpe de Estado que foi dado no país; parte da campanha de um suposto combate à corrupção. Neymar estaria devendo o fisco, e foi alvo até de processo judicial. Uma espécie de jogador corrupto.

Já para a esquerda, foi feita toda uma campanha contra o jogador depois que ele se lesionou. É a campanha daquela esquerda asquerosa que não gosta de futebol. “O Brasil em crise e o povo preocupado com o pé de Neymar! É muita alienação!”

A campanha da esquerda deve se aprofundar com a chegada da Copa do Mundo e as Eleições de 2018. Certamente farão textos gigantescos para atacar Neymar, a Seleção, a Copa e o Futebol.

É possível que a seleção enfrente mais críticas que enfrentou em 2014, especialmente porque vivemos um período de aprofundamento do golpe dado pela direita, e que teve seus passos bem registrados no ano de 2014, no que culminou na derrubada de Dilma Rousseff, e na derrota da seleção por 7×1 para os “canela dura” da Alemanha.

É preciso ter claro que a campanha contra a seleção e contra os jogadores de futebol é uma campanha antiga da burguesia, que sempre temeu o resultado político que pode gerar a junção de, por exemplo, 80 mil pessoas, em um estádio, com alguma raiva do regime. Daí que venderam os estádios, proibiram as organizadas, bandeirões, ou seja, proibiram a torcida de torcer.

Neymar não poderia ficar de fora desse ataque todo, até porque é o Camisa 10 da Seleção. Vestir a Camisa 10 da Seleção é sonho de toda molecada que começa a jogar bola, e quem já vestiu essa camisa tem lugar garantido na memória do povo, entra quase automaticamente para o rol dos heróis do futebol brasileiro, ou herói nacional como Pelé.

O futebol não é alienação, pelo contrário, é uma forma de organização e diversão do povo pobre e trabalhador brasileiro. E, no caso do Brasil, um patrimônio popular a ser preservado diante dos ataques da direita e da esquerda.

Eu falei para amigos que, na verdade, Neymar não se machucou, apenas deu um “migué”, para se resguardar para a Copa do mundo. Se resguardar do “futebol” europeu, truculento, que, a cada jogo, tem tentado tirar Neymar da copa pela violência.

De toda maneira, melhoras para Neymar, e fica a minha (e do PCO, aproveito) torcida para a Seleção trazer o Caneco, a gente está merecendo faz um tempo já.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas