lula

A justiça golpista, através do juiz Vallisney de Oliveira, aceitou nova queixa do Ministério Público Federal (MPF) contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em relação a empreiteira Odebrecht e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A nova denúncia é o 10° processo aberto contra Lula e está sendo aceito dois dias após ser cogitado o regime semiaberto. Fato que evidencia a perseguição política ao ex-presidente e é o décimo processo desde 2016.

O juiz Vallisney de Oliveira já havia aceitado outras duas denúncias contra Lula e é claramente um perseguidor do ex-presidente Lula e de petistas.

Os golpistas não param de perseguir Lula, pois sabem que a prisão do ex-presidente é fundamental para consolidação do golpe e uma maneira de evitar qualquer possibilidade de liberdade, mesmo que seja prisão domiciliar.

Lula é um dos principais presos políticos no processo do golpe e sua prisão serve para conter o movimento de luta contra os golpistas. Por isso é necessário lutar pela sua liberdade. A burguesia sabe que Lula tem que neutralizá-lo da maneira que for necessária para evitar uma reviravolta no golpe de Estado.

Essa é mais uma demonstração que os golpistas e a extrema-direita não vão deixar Lula sair da prisão pelas vias legais. Qualquer pessoa que afirme o contrário está dissimulando a situação e evitando a verdadeira maneira de libertar Lula: colocando o povo nas ruas.

A burguesia, ao contrário da esquerda pequeno-burguesa, possui tem uma leitura correta da situação política onde Lula fundamental na luta contra o golpe e por isso é necessária lutar pela liberdade do ex-presidente para aglutinar forças e a classe trabalhadora e derrotar os golpistas.