“Não há plano B”: afirma ex-ministro da Saúde de Dilma, Alexandre Padilha em Porto Alegre

padilha

Da redação – O ex-ministro da Saúde de Dilma, Alexandre Padilha (PT-SP), participou nesta sexta-feira, 13, de uma plenária de centrais sindicais realizada na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre, e reafirmou a posição que vem sendo difundida pelo PT de que não há plano B como alternativa à candidatura de Lula.

Padilha é um dos principais responsáveis por elaborar o plano de governo para a campanha presidencial do petista que é preso político da Lava Jato e aproveitou a oportunidade para destacar que o PT ainda tem 30 dias para tomar uma definição frente ao prazo de inscrição das candidaturas vai até o dia 15 de agosto.

O ex-ministro disse também que a estratégia de defender e não abandonar Lula até o final, diferente de tendências dentro do PT que colocaram outras opções, está “absolutamente mantida[…]. Se alguém quiser tirar a candidatura do Lula das urnas, não será o PT. Quem fizer essa violência, rasgando a Constituição, vai ter que botar a sua digital nesse atentado à Constituição e isso vai ficar marcado para a história brasileira. Vamos manter a candidatura do Lula até o fim[…]. A candidatura do Lula vai ser entregue pelo povo. E estamos preparados para a batalha política e jurídica em torno disso”.

Uma estratégia atual do PT é participar da Conferência Nacional Aberta Contra o Golpe, no próximo fim de semana, dias 21 e 22, e organizar manifestações de massas junto à CUT, PCO, e outros movimentos sociais e partidos, no 15 de agosto, em Brasília.

A hora é de colocar todo peso na organização de mobilizações gigantescas, rumo à uma greve geral pela derrota do golpe e liberdade de Lula e todos os presos políticos. Os trabalhadores devem acabar de vez com a Operação Lava Jato, pela força das ruas, e para tal, devemos convocar todos à Conferência Nacional Aberta e tirar um programa de lutas com todas as forças minimamente democráticas da sociedade. A missão do momento é derrotar essa ação intervencionista e golpista do imperialismo que está destruindo direitos trabalhistas, empresas nacionais, caçando trabalhadores, jornalistas, políticos, sindicalistas, camponeses e imprimindo uma ditadura contra as organizações operárias e camponesas.

Todos à Conferência Nacional Aberta! Liberdade para Lula! É Lula ou nada!

Inscreva-se aqui para a Conferência Nacional Aberta e participe!

Confirme presença no evento e compartilhe!