Siga o DCO nas redes sociais

É assim que se faz o 8 de março! Mulheres ocupam O Globo contra o golpe
É assim que se faz o 8 de março! Mulheres ocupam O Globo contra o golpe

Mais de 800 mulheres de diversos movimentos sociais, entre eles o MST e o de moradores de comunidades do Rio, ocuparam no início da manhã desse 8 de março o parque gráfico do jornal O Globo.

De acordo como matéria divulgada no site do jornal online Brasil 247, o “objetivo da ação, iniciada às 5h30 da manhã, é denunciar a atuação decisiva da empresa sobre a instabilidade política brasileira. Elas destacam a articulação da Globo no processo do golpe, desde o impedimento da presidenta Dilma em 2016 até perseguição ao presidente Lula, para inviabiliza-lo como candidato em uma eleição democrática”.

Nada poderia ser mais auspicioso na data em que se comemora o “dia de luta das mulheres” do que a ocupação pelas mulheres da sede gráfica do jornal impresso do grupo da família Marinho, esse que é o principal instrumento de manipulação político e ideológico do imperialismo norte-americano no nosso país, sendo o responsável direto pelo golpe de Estado em curso no Brasil e por todas as consequências absolutamente negativas para o país e para o povo trabalhador brasileiro.

Nesse momento, a política da direita e dos golpistas, tendo à frente a Globo como principal propagandista está concentrada na perseguição e na prisão do ex-presidente Lula e na ocupação militar do Rio de Janeiro na perspectiva de avançar no golpe, inclusive com a possibilidade de um golpe militar, com o propósito de destruir todas as conquistas dos trabalhadores, de sugar todas as nossas riquezas e transformar o país numa terra de ninguém.

Que a atitude das mulheres do Rio de Janeiro sirva de exemplo nesse 8 de março para todas as manifestações que ocorrem por todo o país. Não há a menor possibilidade de se derrotar o golpe que não seja pela mobilização massiva das massas, pelo povo na rua confrontando diretamente os golpistas.