“É 29!”: PCO-DF reuniu militância no sábado

e29-04

No último sábado (29) cerca de 40 militantes e simpatizantes do Partido da Causa Operária se reuniram em Brasília para a atividade de confraternização do PCO, É 29! , em alusão ao número da legenda nas urnas e à data. Como não poderia deixar de ser, o convite custava R$ 29, dando direito a saborear o já tradicional “costelão” preparado pelos militantes do PCO em suas atividades sociais.

Os candidatos a Deputado Antônio Vieira (Distrital), Ricardo Machado (Federal) e Lia Aires (Federal) estiveram presentes, além do candidato ao Senado, Danilo Matoso e do candidato ao Governo do DF, Renan Rosa. Compareceram os militantes e candidatos a Deputado Federal pelo Partido dos Trabalhadores Osni Calixto e Joaquim Rodrigues. Após a exibição do programa Análise Política da Semana, Matoso fez uma breve intervenção ressaltando a importância da atividade na data, criando uma alternativa para a marcha do #EleNão, convocada pela direita com fins eleitorais, que se realizava simultaneamente no centro de Brasília.

Para o militante, os que ali se encontravam representavam “os setores mais conscientes da necessidade da luta contra o golpe, os mesmos que se mobilizaram pela anulação do impeachment fraudulento de Dilmar Rousseff, os mesmos que não capitularam diante da ilusão das Diretas Já!, os mesmos que lutaram intransigentemente contra a prisão do presidente Lula em Curitiba, Porto Alegre e São Bernardo, os mesmos que ainda acreditam que Eleição sem Lula é fraude, e sabem que a verdadeira luta contra o golpe se dá com a organização da classe trabalhadora para fazer frente ao avanço do imperialismo sobre os povos da América Latina”.

As candidaturas o PCO no Distrito Federal sofreram um pesado ataque do Judiciário e da imprensa golpistas, que a todo momento tentam decretar sua impugnação. O Partido recorre por todas as vias possíveis, e pretende continuar na disputa até o fim, usando a campanha como uma tribuna para denunciar o golpe de estado e a fraude das eleições, chamar a lutar pela liberdade de Lula e por um governo dos trabalhadores da cidade e do campo.

Os militantes em candidatos continuam realizando palestras, panfletagens e atividades de rua diversas até o final da campanha eleitoral. Junte-se a nós na luta pela mobilização da classe trabalhadora!

Este slideshow necessita de JavaScript.