São Paulo
A ação do Ministério Público de SP acusa Dória de autopromoção política com o programa Asfalto Novo, que causou prejuízo de  29,4 milhões aos cofres públicos.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
06mdw2aj3t7ibj1he7m48n0dj
João Doria (PSDB). | Reprodução.

A 14ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo determinou, nesta segunda-feira (19), o bloqueio de R$ 29 milhões em bens do governador João Doria (PSDB). O político é réu em um processo de improbidade administrativa da época em que foi prefeito da capital paulista (2017-2018).

A ação do Ministério Público de SP acusa Dória de autopromoção política com o programa Asfalto Novo, que causou prejuízo de  29,4 milhões aos cofres públicos. O valor bloqueado em imóveis, veículos e valores em banco registrados em nome do tucano visa ressarcir o município, caso o atual governador seja condenado.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas