Doria extingue apostilas das escolas estaduais

Sao Paulo's Mayor Joao Doria reacts during a meeting of the PSDB in Brasilia

No curto espaço de tempo como prefeito de uma das maiores cidade do mundo, o atual governador de São Paulo fez história, uma história de terror contra a população da cidade de São Paulo, particularmente a população pobre, a juventude e os servidores públicos.

As novas medidas da educação é a extinção do Caderno do Aluno e o do Professor, material introduzido na rede estadual desde 2009, através de uma parceria do Ministério da Educação com a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, com o intuito de ser um complemento das atividades passadas no dia a dia em sala de aula.

O Caderno do Aluno e Professor sempre foi criticado pelos docentes, pois havia conteúdos abordados de forma muito simplória e conteúdos preconceituosos.

Sabemos que essa mudança provavelmente é para pior, provavelmente virá um material pior do que foi retirado da rede. As aulas começaram e ninguém sabe o que será ministrado esse ano e nem com qual material.

Com o golpe, a burguesia tirou de vez a carapuça e com a fraude e a manipulação escancaradas alçou o fascista João Doria da prefeitura para o governo do Estado, a fim de produzir em escala muito maior as barbaridades perpetradas na cidade de São Paulo.

A educação é a “bola da vez”, os golpistas estão atacando de forma sistemática e implacável o ensino público em todas as esferas. Somente a mobilização dos professores e alunos vão barrar todos esses retrocessos