Genocídio em marcha
Com aval de Dória, números são escondidos e reabertura é posta na ordem do dia.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
agf20200625012 (1)
Rua 25 de Março em São Paulo após a reabertura. | Foto: Ettore Chiereguini/Estadão Conteúdo

A subnotificação dos números contabilizados de infectados na pandemia não é nenhuma novidade para o povo brasileiro. A direita, em sua típica campanha genocida, camufla diariamente os resultados divulgados. No entanto, o estado de São Paulo, governado por João Dória, deu um passo adiante na falsificação descarada dos casos confirmados do novo coronavírus.

Neste dia 26, o governo estadual anunciou a contabilização de 25 mil casos a menos na capital, do que o próprio governo municipal. João Dória, foi além de meramente falsificar os números como negou diretamente aqueles fornecidos pelo próprio município em questão. A razão desta fraude tem uma explicação lógica para toda população paulista: a burguesia quer implantar de vez, a reabertura.

Nesta sexta-feira (26), o governo de São Paulo anunciou que a cidade de São Paulo vai para a fase amarela de flexibilização da quarentena, mesmo sendo o local com maior número de casos em todo país.

O suposto critério utilizado teria como base a variação de casos semanais. Na fase amarela já é permitido a reabertura de bares e restaurantes, bem como salões de beleza. A cidade está atualmente na fase laranja, onde shoppings, comércio de rua e outros serviços não essenciais já encontram-se liberados.

Demonstrando que o objetivo central é meramente o lucro dos grandes capitalistas, João Dória está disposto a ignorar o recorde de 19 mil novos casos diários e impor a reabertura econômica em toda capital, onde justamente está o epicentro da pandemia no país.

A política da burguesia em todo Brasil está nesse momento em torno da reabertura da economia. A crise capitalista mundial demonstrou na prática que a sociedade capitalistas está em ruínas e não é capaz de combater um problema desta magnitude. Os grandes capitalistas estão dispostos a sacrificar toda população em nome de seus interesses comerciais, custe o que custar ao trabalhador.

O fascista João Dória, o “civilizado”, é descaradamente um dos principais líderes desta campanha em território brasileiro. O lucro do capitalismo vem com o genocídio dos trabalhadores.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas