Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O golpe de Estado impactou de maneira ímpar a economia brasileira. Esse impacto tem jogado milhões na miséria, que aumenta a cada dia, traço mais visível de tal situação é o desemprego crescente no país e que atinge primeiramente o povo negro nas periferias das grandes cidades brasileiras, sendo elevada na Região Metropolitana de São Paulo à taxa assustadora de 14,9% para 19,4%.

Os números de recentes dados sobre o desemprego no País demonstram o impacto negativo na criação de vagas que a “reforma trabalhista” e a política demissional das terceirizações, impôs à economia brasileira. Informações recentes do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados),expõe a extinção entre 2015 (aumento das inserções golpistas no país) e 2017, de 2. 880.000 postos de trabalho no Brasil.

Frente a esta brutal situação, contigentes enormes da população, buscam se virar como podem para levar o pão para casa, um desses exemplos é o caso dos  cuidadores de carro conhecidos como flanelinhas. Tal situação é resultado direto da miséria da população pobre brasileira.

Aproveitando-se da gritaria de setores da classe média direitista, seu representante, o prefeito fascista João Doria (PSDB) entrou mais uma vez em ação e promulgou projeto de lei do negro de alma branca, o vereador Fernando Holiday (Democratas) que estabelece multa de R$ 1.500,00 ao flanelinha que obrigar ou ameaçar motoristas a pagarem por vaga de estacionamento na cidade de São Paulo.

Mostrando mais uma vez sua cor, Fernando Holiday, ataca principalmente o povo negro, onde milhares se valem deste expediente para levar sustento para suas casas. É mais uma medida que serve como pretexto para aumentar a repressão contra o povo. A norma foi publicada na edição digital do último dia 2 de fevereiro no “Diário Oficial” da capital. A norma entrará em vigor dentro de 90 dias. Pela lei, o flanelinha está proibido de cobrar qualquer valor em vagas de estacionamento ou obrigar o motorista a dispor de seus serviços.

A direita como em tudo que faz contra a classe trabalhadora se utiliza das leis e da repressão que ela controla para impor sacrifícios cada vez maiores aos trabalhadores. A classe trabalhadora tem que se levantar contra o golpe de Estado que dia após dia caminha a passos largos para impor um regime de exceção no país. Para que assim os trabalhadores através de medidas como uma assembleia nacional constituinte possam impor sua vontade nos rumos do Brasil.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas