Capitalistas em pânico
As matérias dos jornais da burguesia, inventam qualquer mentira para não falar da realidade: o sistema financeiro pode quebrar, caso a segunda onda de infecção se desenvolva
noticia_438422_img1_05dolar-a-5 (1)
Economia mundial em crise | Foto:reprodução
noticia_438422_img1_05dolar-a-5 (1)
Economia mundial em crise | Foto:reprodução

Nesta quarta-feira (24), já na abertura das Bolsas de Valores, o dólar operava em alta contra o real, recuperando parte das perdas acentuadas da véspera em meio ao clima de pânico nos mercados globais, frente a segunda onda de Covid-19 que já está acontecendo.

No Brasil, por exemplo, o medo se dá por conta de estados do Sul, Minas Gerais, São Paulo e até mesmo o Nordeste, já terem apresentado um aumento explosivo nos casos, após a reabertura criminosa da direita golpista, para tentar salvar a economia – podre que cai aos pedaços – sacrificando a vida doa trabalhadores.

Voltando ao dólar moribundo, às 9:08, os índices avançavam 0,44%, a 5,1757 reais na venda. O dólar futuro negociado na B3 subia 0,47%, a 5,178 reais. O dólar spot fechou em queda de 2,26%, a 5,1531 reais na venda. O Banco Central irá ofertar nesta sessão até 12 mil contratos de swap tradicional com vencimento em novembro de 2020 e fevereiro de 2021.

A pandemia, definitivamente, colocou os capitalistas de joelhos. As matérias dos jornais da burguesia, inventam qualquer mentira para não falar da realidade: o sistema financeiro pode quebrar, caso a segunda onda de infecção se desenvolva. Usam palavras como “cautela”, para esconder o pânico geral de um sistema em crise que está prestes a quebrar.

 

 

Relacionadas
Send this to a friend