Dois trabalhadores morrem em incêndio em frigorifico no Paraná

incêndio em frigorifico - 13-07

Na noite do dia 05 de junho, no Abatedouro de frangos DIP Frangos S/A, na Cidade de Capanema, município do Paraná, explodiu uma máquina causando a morte de dois trabalhadores e ferindo mais quatro, segundo o Corpo de Bombeiros da região.

O digestor, nome da máquina que explodiu, ficava em um barracão nos fundos do frigorífico.

Conforme os trabalhadores do frigorifico, o digestor é como se fosse uma panela de pressão gigante. Nela, são cozidos os restos de abate de frango que, depois, são usados na fabricação de ração. Após a explosão, o barracão ficou em chamas. (informações do G1 – 06/06/18). O acidente aconteceu por volta das 20h.

Houve desmoronamento de estrutura e de maquinários, ainda de acordo com a corporação.

Quando o digestor explodiu, a tampa foi projetada para a frente e atingiu quatro funcionários que estavam perto. O impacto foi tão forte que partes do digestor atravessaram uma parede e atingiram mais dois funcionários de uma sala vizinha ao local da explosão, uma parte da máquina, inclusive ficou sobre um dos trabalhadores que morreram. Os homens que morreram no acidente tinham 46 e 35 anos.

Além dos mortos, dois trabalhadores foram internados e estavam em estado grave, e outros dois também internados em situação de menor risco.

As condições dos frigoríficos em relação às condições de trabalho e saúde dos operários são das piores possíveis e imagináveis, não à toa que os piores índices de acidentes no Brasil estão relacionados aos frigoríficos, atingindo, inclusive percentuais, em determinados casos, de mais de sete vezes aos de outros ramos de atividades. É uma situação de calamidade pública.