Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Desde dezembro que os trabalhadores do frigorifico Barontini, em São Caetano do Sul não recebem seus salários, não receberam o décimo terceiro, o valor da cesta básica, vale transporte e sequer vinha sendo depositado o valor do fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

O tratamento dado aos trabalhadores pelos patrões, principalmente com o que foi produzido no final do ano até o dia 19 de fevereiro deste foi de escraviza-los, dar tudo aos outros patrões, banqueiros etc. e deixar, tanto o trabalhador quanto sua família morrendo de fome. Esses patrões conseguiram ser pior que os próprios senhores de escravos, no período colonial.

Os próprios banqueiros tinham seus representantes dentro da fábrica para garantir a sua parte, só os trabalhadores não recebiam nada.
A dívida dos patrões com os trabalhadores é de cerca de dois milhões de reais.

A empresa, após a ocupação dos trabalhadores, às suas instalações, no dia 28 de fevereiro e retirada forçada dos de dentro da fábrica pela polícia, esta que serve para assassinar a população na periferia, também para quando os patrões como os caloteiros do frigorifico Barontini precisam.

Os patrões já mostraram que são incapazes de gerir qualquer coisa, não conseguiram manter sequer a ração diária de seus funcionários, a situação em que os trabalhadores estão não dá para ficar, está completando quatro meses e se durante todo esse tempo esses escravagistas não conseguiram resolver o problema, somente os próprios trabalhadores serão os que poderão resolver a situação assumindo o controle da produção e, com certeza tomarão conta e serão infinitamente mais eficazes.

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Carne, Derivados e do Frio no Estado de São Paulo estará realizando reunião com os trabalhadores para tomar medidas contra essa situação de abandono deixada pelos patrões.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas