Documentário contra o golpe “O processo” vence mais dois prêmios internacionais

dilma

O documentário brasileiro que retrata o golpe de Estado, “O Processo”, da diretora de Maria Augusta Ramos, recebeu mais duas premiações neste sábado, dia 5 de maio, em Portugal. A premiação foi conquistada no Festival Internacional de Cinema Independente, também conhecido como IndieLisboa. O primeiro prêmio foi pela escolha do público como o melhor longa-metragem, e o segundo foi pela escolha do Júri Silvestre.

O longa retrata os bastidores do processo fraudulento de impeachment, ocorrido em 2016, contra a presidenta Dilma Rousseff. De acordo com o site do festival, o filme mostra “o processo universal de deslegitimação das instituições republicanas”. A justificação do júri foi acertada porque remete à política de terra arrasada, capitaneada pelo imperialismo ao redor mundo, de modo a retirar as mínimas garantias de proteção social.

A premiação do filme “O Processo” ratifica tudo aquilo que o Diário da causa Operária vem denunciando, ou seja, a enorme impopularidade do impeachment não só no Brasil, mas também no exterior. Com a prisão do presidente Lula, o desenvolvimento do golpe ganhou novos contornos que nos obrigam a lutar, nesse momento, pela liberdade do presidente Lula em conjunto com a anulação do golpe.