Menu da Rede

Divórcio: depois de ajudar a eleger Doria, MBL faz campanha contra o prefeito coxinha

Tempo de Leitura: < 1

Publicidade

O Movimento Brasil Livre (MBL) rompeu laços com o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB). Enquanto o MBL passou a criticar o tucano, o prefeito pretende multar o movimento por cartazes de “João Desempregador” colados na avenida Paulista, no centro de São Paulo.

O estopim para o “divórcio” foi a alteração da Resolução nº 16, que cria diversas regras para motoristas de Uber e demais aplicativos de transporte na capital paulista, publicada no dia 9 de janeiro. Entre as regras, exigências de curso, emplacamento específico e de vestimenta.

O vereador Fernando Holiday (DEM-SP), um dos líderes do MBL, afirma que a regulamentação dos aplicativos de transporte “é um completo devaneio que vai contra tudo aquilo que ele pregou durante a campanha e no início da sua gestão”.

O MBL trabalhou ativamente na campanha do prefeito Doria, foram seus principais cabos eleitorais em uma campanha histérica e fraudulenta.

Diante de todas essas atrocidades promovidas pela direita golpista, em particular em São Paulo, a tarefa da esquerda é expulsar Doria da prefeitura. Os golpistas travam uma dura política de violência contra a população. A cidade de São Paulo não pode aguentar por mais três anos a política do prefeito escravocrata. Fora Doria!

Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

Trótski: vida e obra | Curso completo (35ª Universidade de Férias do PCO)

1.4K Visualizações 12/06/2021 18:28

Watch Now

Send this to a friend