Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

O Movimento Brasil Livre (MBL) rompeu laços com o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB). Enquanto o MBL passou a criticar o tucano, o prefeito pretende multar o movimento por cartazes de “João Desempregador” colados na avenida Paulista, no centro de São Paulo.

O estopim para o “divórcio” foi a alteração da Resolução nº 16, que cria diversas regras para motoristas de Uber e demais aplicativos de transporte na capital paulista, publicada no dia 9 de janeiro. Entre as regras, exigências de curso, emplacamento específico e de vestimenta.

O vereador Fernando Holiday (DEM-SP), um dos líderes do MBL, afirma que a regulamentação dos aplicativos de transporte “é um completo devaneio que vai contra tudo aquilo que ele pregou durante a campanha e no início da sua gestão”.

O MBL trabalhou ativamente na campanha do prefeito Doria, foram seus principais cabos eleitorais em uma campanha histérica e fraudulenta.

Diante de todas essas atrocidades promovidas pela direita golpista, em particular em São Paulo, a tarefa da esquerda é expulsar Doria da prefeitura. Os golpistas travam uma dura política de violência contra a população. A cidade de São Paulo não pode aguentar por mais três anos a política do prefeito escravocrata. Fora Doria!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas