Ditadura na favela: Intervenção Militar no Rio dobrou número de chacinas e de assassinatos

BRAZIL-SECURITY-ARMED FORCES-FAVELA

Da redação – O Laboratório de dados Fogo Cruzado divulgou números alarmantes que reafirmam as denúncias sistemáticas deste diário sobre a Intervenção Militar no Rio de Janeiro. Em 2017, houve 21 chacinas que resultaram em 71 pessoas mortas, e, neste ano, em 47 chacinas, o levantamento da instituição contabiliza 189 assassinatos.

Um dos principais dados, revela que mais que dobrou a letalidade e a violência em diferentes cidades do estado, sendo que, dos 47 casos registrados só nos primeiros oito meses do ano, 26 ocorreram durante operações da polícia e dos militares. Porém, esses são números da imprensa burguesa, logo, sabemos que são falsos, e, infelizmente, devem ser muito maiores.  

A imprensa burguesa coloca a metade dos números de chacinas ligadas a operações do estado golpista, para deixar no ar que a outra metade é culpa dos bandidos, mas essa não é a realidade pois os golpistas colocaram o exército nos morros para controlar a revolta dos trabalhadores frente a destruição das condições básicas de vida e não para conter violência. Os últimos casos de assassinatos pelas forças de segurança, como o jovem de 14 anos com uniforme da escola, demonstram que estão lá para reprimir o povo pobre, negro, em nome da burguesia.