Siga o DCO nas redes sociais

Ditadura dos banqueiros: Bradesco demite bancário em licença saúde
bradesco
Ditadura dos banqueiros: Bradesco demite bancário em licença saúde
bradesco

Mesmo após comprovação, através de laudo pericial, do desenvolvimento de doença laboral, tendinopatia – lesão de sobrecarga de trabalho por esforço repetitivo – tendo como consequência inflamação em um ou mais tendões, acarretando muita dor e muitas das vezes deformidades ósseas, os banqueiros golpistas do Banco Bradesco demitem trabalhadores.

São inúmeras as situações na categoria bancária, em especial no caso do Bradesco, que tem levado os trabalhadores a adquirem doenças relacionadas ao trabalho.

Depois da redução de 10% do quadro de funcionários do Bradesco, aumentou sobremaneira a superexploração dos trabalhadores daquele banco. O quadro insuficiente de funcionários e a cobrança sistemática de metas desumanas e de resultados, vêm causando acometimento de diversas doenças, tais como depressão e distúrbios físicos no ambiente de trabalho e quando o trabalhador tira uma licença, para fazer tratamento, é agraciado com um ponta pé no traseiro e jogado no olho da rua. Não são raros os casos de trabalhadores que acabam sendo obrigados a suportarem as dores físicas e psíquicas através de medicamentos, na maioria das vezes tarja preta, com receio de perderem os seus empregos.

Os bancários e os trabalhadores em geral precisam ter bem claro de que banqueiro não é gente! São um bando de parasitas sanguessugas que vivem às custas da exploração dos trabalhadores, da população em geral e do Estado.

É necessário organizar, imediatamente, uma gigantesca mobilização da categoria bancária para barrar a ofensiva reacionária dos banqueiros e seus governos através dos métodos tradicionais dos trabalhadores: a greve geral de toda a categoria.