Ditadura do STF: Dodge quer aposentar Favreto por seguir a lei

raquel e favreto

Da redação – Os golpistas estão avançando o nível de perseguição contra o povo brasileiro e a ditadura do STF está à todo vapor. Afirmamos isto, após presenciarmos  todo o show de horrores de dois domingos atrás, onde, o desembargador Rogério Favreto, seguiu a lei e concedeu habeas corpus de Lula, e, na contra mão, o juiz golpista, Sérgio Moro, rasgou a declaração de direitos e mandou anular a decisão sem ter competência legal. É nesse sentido, que a Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, entrou com pedido fascista de investigação ao STJ e moveu reclamação no CNJ (Conselho Nacional de Justiça), chegando ao absurdo de pedir a aposentadoria compulsória de Favreto. Uma verdadeira inquisição.

Temos que ressaltar que Dodge está em sua posição por que é interessante aos donos do golpe que estivesse, passando por cima de quem fosse preciso para tal e contando com esse respaldo que permite que passe por cima da lei e ameace outros juízes sem medo algum. Os interesses nesses ataques, é claro, são da agência que articulou o golpe de 1964 em 2016, a CIA, levando Dodge a se ligar ao outro servo do imperialismo, o presidente que apenas cumpre ordens, Michel Temer.

Essa semana, a Análise Política da Semana denunciou o último orçamento liberado pelo Congresso dos Estados Unidos  para infiltração legal de agentes em países na América Latina – isso sem contar o orçamento para ações ilegais.  É daí que vem o financiamento para essa perseguição fascista, ameaçando, inclusive, a carreira de Rogério Favreto, pelo simples fato de ter seguido a lei. É essa a justiça burguesa pós-golpe, a mando dos donos do golpe para que todo e qualquer juiz que se coloque de forma independente, seja ameaçado e retirado de ação. O imperialismo sempre infiltrou agentes em todos os países que foi necessário. 

Nota-se, com isto, que a ditadura está em pleno vigor e não se pode depositar nenhuma confiança nessas instituições apodrecidas, corrompidas e servas das ordens exteriores. É necessário ir à Conferência Nacional Aberta nos dias 21 e 22, próximos, e derrotar de uma vez por todas os golpistas através da força das massas nas ruas. Organizar uma greve geral com um programa revolucionário definido, que derrube o governo moribundo, acabe com a Lava Jato e expulse os agentes dos EUA do país para recuperar as indústrias nacionais e a economia destruída pelos mesmos.