Siga o DCO nas redes sociais

Ditadura militar na Colômbia
Ditadura colombiana bombardeia comunidade indígena
Em um bombardeio “equivocado” efetuado pela Força Aérea, um indígena de 16 anos teve as duas pernas mutiladas no município de Litoral de San Juan e houve deslocamento forçado.
colombia
Ditadura militar na Colômbia
Ditadura colombiana bombardeia comunidade indígena
Em um bombardeio “equivocado” efetuado pela Força Aérea, um indígena de 16 anos teve as duas pernas mutiladas no município de Litoral de San Juan e houve deslocamento forçado.
Bombardeio a aldeia indígena no município Litoral de San Juan: reprodução portal Regeneración
colombia
Bombardeio a aldeia indígena no município Litoral de San Juan: reprodução portal Regeneración

A Força Aérea colombiana efetuou um bombardeio na zona rural do município de Litoral de San Juan, região sul do departamento do Chocó, que “por equívoco” deixou vários indígenas feridos, gerando o deslocamento forçado de famílias e o confinamento de outras. Um menino de 16 anos, pertencente à comunidade indígena Chagpien Tordó, teve as duas pernas mutiladas pelos bombardeios.

As Forças Armadas colombianas realizaram o bombardeio dentro das operações de ofensiva contra a frente “Che Guevara” da guerrilha Exército de Libertação Nacional (ELN), segundo informações divulgadas pela imprensa. Os militares capturaram duas pessoas identificadas pelos codinomes “Natália” e “Duvier” e outras duas pessoas.

O objetivo das operações era proceder à neutralização de “Anderson Tierra” e “Estácio”, ambos da Frente de Guerra Ocidental do ELN, informaram os militares do Exército.

A Colômbia é o principal aliado do imperialismo na América do Sul e membro da OTAN, que conta com financiamento bélico dos EUA, cinco bases militares americanas em seu território e onde os serviços de inteligência dos EUA – CIA, NSA, FBI e outros – mantém uma influência profunda em todo o aparelho de repressão estatal.

O regime político do país, atualmente governado pelo fascista Ivan Duque, é uma ditadura militar denunciada internacionalmente pelo assassinato sistemático de lideranças populares. A presença do imperialismo na Colômbia traduz-se na implantação de uma férrea ditadura sobre os trabalhadores, que se utiliza de todos os tipos de métodos terroristas para controlar a população.

As milícias paramilitares de extrema-direita, que atacam a população, são estreitamente ligada com as Forças Armadas colombianas e agem em função dos interesses da burguesia.