Diretoria da Cassi congela salários dos funcionários

cassi

A diretoria e o Conselho Deliberativo da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi), eleita fraudulentamente através de um processo controlado pela direção golpista do BB, que tem como representantes funcionários aposentados, todos, sem exceção, que detiveram quando na ativa no banco altos cargos de chefias, dá o tom de qual é a política golpista em relação à administração do plano, voltados exclusivamente aos interesses da patronal.

Uma das primeiras medidas dessa gestão foi logo, de início, alterar o regulamento do plano associados e aumentar a coparticipação em consultas de 30% para 40% e em serviços de diagnose e de 10% para 20% em terapia, isso deliberado sob as costas dos trabalhadores associados com a velha desculpa de déficit nas contas da entidade.

A última da diretoria foi de “congelar” os salários dos servidores da Cassi. Segundo o diretor Satoru, “a decisão da Diretoria foi não reajustar os salários do pessoal da Cassi, inclusive Diretores e Conselheiros”.

Os lambe botas da direção do Banco do Brasil, que se encontra à frente do Cassi, ao estilo do fraudulento governo Bolsonaro, acham que os trabalhadores são todos uns otários, que podem falar qualquer coisa e as coisa ficarão do jeito que eles querem. Como assim cara pálida, os salários dos diretores e conselheiros foram reajustados em setembro na data base da categoria já que são funcionários do Banco, todos eles ou estão aposentados ou são cedidos pelo banco para exercerem funções na instituição Cassi. Ou seja, a direção da Cassi se utiliza de artifícios mentirosos para congelar os salários dos funcionários para não aumentar os gastos com a folha de pagamento.

Todo mundo sabe que o “déficit” da Cassi, e se houver, já que as contas são uma verdadeira caixa preta”, foi ocasionada pelos roubos, favorecimentos a hospitais, desvios de verbas e etc., e não pelos salários dos funcionários, que detém um alto grau de profissionalismo, que já são ultra rebaixados.